Sobre a bola do Paulistão 2010

Todo mundo que gosta de futebol gosta de bola, é claro.

E depois de muita correria, enfim consegui as informações sobre a bola oficial do Paulistão 2010, da Topper!

 

Segundo a marca, além de ter um design arrojado, ela foi desenvolvida com novo material exclusivo, que a deixa mais macia e com maior aderência.

A bola usada no campeonato é a KV 12 Campo 5th edition. (por quê um nome assim, né? Não podiam lançar umas bolas comemorativas … tipo… Inter de Limeira 1986…)

É o sétimo ano consecutivo que a Topper é a marca esportiva oficial da Federação Paulista de Futebol, fornecendo as bolas da competição (nas 4 séries, A1, A2, A3 e B).

A KV 12 Campo 5th edition tem as cores da bandeira do Estado de São Paulo, com destaque para os tons amarelo e vermelho.

O modelo é uma reestilização da bola do último Paulistão.

Os principais diferenciais na arte da nova KV 12 são a malha metalizada da Topper aplicada em seus gomos, tornando o produto com identidade mais proprietária da marca, e os grafismos com percepção de profundidade. 

A microfibra exclusiva é um material desenvolvido no Japão, oferecendo resistência e maciez aos chutes, cabeçeios, defesas e seja lá o que os atletas foram fazer…

Além disso, tem filamentos específicos que além de deixá-la mais macia, também proporciona maior aderência, permitindo aos pernas de pau um maior controle sobre a bola e oferecendo maior segurança aos goleiros.

Outro diferencial do modelo está na tecnologia technosoft, sistema exclusivo de amortecimento e redução de impacto que, localizado entre o forro e o laminado da bola, garante mais conforto e elasticidade na hora do chute.

Ah, e por ter apenas 12 gomos, a KV 12 tem também menor atrito e resistência ao ar, proporcionando assim maior eficiência no controle de passes, lançamentos e chutes de curta, média e longa distâncias. 

A estrutura da nova bola é confeccionada com fios de nylon em sistema radial, que asseguram excelente resistência à deformação ou ruptura.

A câmara de ar é desenvolvida em borracha butílica, composto que mantém a esfericidade e evita a perda de ar, garantindo assim maior impermeabilidade e a pressão ideal por mais tempo. Já o laminado que reveste o produto é fabricado em microfibra importada, que proporciona mais maciez.

Para os pobres mortais (no caso, ricos), o preço de venda sugerido é de R$ 199 …

Pra quem quer saber mais (pô, mas depois de cada detalhe que eu arrumei, o que mais você quer saber…), contate a própria Topper:  AMC – Atendimento Master ao Cliente  São Paulo: (11) 3045 5522 – Outras localidades: 0800 70 70 566 ou www.topper.com.br

Abraços!

Anúncios
Published in: on 28 de abril de 2010 at 6:09 PM  Comments (1)  
Tags: , ,

Jogando no quintal

É pessoal, a vida anda bem corrrida.

Somente hoje consegui escrever esse post, sobre um rolê que fiz semanas atrás, em São Caetano, com a Mari, e o casal de amigos Bruno (andreense fanático) e Bia (pontepretana até a alma).

Trata-se do “Jogando no quintal”, um espetáculo, que mistura futebol, Palhaços (daqueles que você só via no circo), música e muita improvisação.

 Para quem quiser saber mais, o site dos caras é http://www.jogandonoquintal.com.br .

Como todo evento ligado à comédia, pra ter graça você tem que entrar no clima.

E não é que eles te dão uma mãozinha antes mesmo da parada começar, e distribuem para a galera pequenos “aperitivos alcoólicos”??

Bom, mais solto, você começa a entender que na verdade o palco é quase um campo, onde dois times de palhaços (formados por palhaços e palhaças, diga-se de passagem) disputarão uma competição, pra ver qual a melhor equipe na arte de “palhaçar” (entenda por isso, fazer piada ali na hora), e quem decidirá o vencedor é o público.

Pra dar o tom da brincadeira, uma ótima banda vai improvisando sons e músicas conforme o desenrolar da competição.

 Quem dá os temas para as brincadeiras também é o público.

 As brincadeiras são aquelas comuns ao universo do stand up e das comédias modernas.

Não vou explicar todas, mas só pra se ter um exemplo, tem aquela de colocar a equipe pra contar uma história, mas cada um deve começar e terminar suas participações com palavraas que começem por uma letra pré definida (vai assistir que você entenderá).

É um role bem bacana, ainda que a palhaçada fale bem mais alto que o futebol (eu achava que seriam só piadas relacionadas a isso), mas é bem engraçado (principalmente se você aceitar a pinguinha dada na entrada).

Figurinhas

No começo do ano, fiz um post sobre o hábito de se colecionar figurinhas. Clique aqui para lembrar o que escrevi. 

Lembro que terminei o post meio triste, questionando se nos dias atuais, valeria a pena colecionar figurinhas .

Por isso, quando vi na banca o álbum do brasileirão desse ano, me desafiei. “Vou comprar umas figurinhas para ver se ainda me emociono”.

figurinhas1

Isso porque hoje em dia, existem várias fatores que desanimam uma coleção.

Da ausência de times (Corinthians, Atlético/PR, Santos e Botafogo não constam no álbum do Brasileirão 2009) à mudança voraz dos jogadores (que fazem seu álbum terminar quase que totalmente desatualizado), passando pela ausência de figurinhas dos técnicos (que também não param nos times onde começam o campeonato) e estádios (essas substituídas por imagens já no próprio álbum).

Os primeiros “pacotinhos”, abertos pela Mari ainda no carro, acordaram minha memória…

Figurinhas4

É fantástico!!! Principalmente para alguém como eu, que torce para um time como o Santo André, que não teve o costume de frequentar os álguns de figurinhas do últimos anos.

figurinhas2

Quando você menos espera, já tem um álbum, um bolão de repetidas e começa a perguntar para os amigos (que já não ligam o hábito de comprar figurinhas a uma pessoa de 31 anos) se eles querem trocar. 

figurinhas7

O álbum da Panini, de 2009, traz as figurinhas da série A e da série B (essas em número menor e apresentando 2 atletas por cromo):

segunda divisao figurinha

E, claro, um dos prazeres é colar as que você ainda não tem no álbum (de preferência, em frente a TV, assistindo ao futebol).

fim de semana boleiro 182

Mas acho que ainda melhor é a expectativa de abrir o pacotinho e….

Figurinhas5

E tirar o atacante do seu time!!!!

figurinhas9

Já faz uns dois meses que comprei o álbum, e faltam poucas figrurinhas para completá-lo. Agora estou na fase de trocar para finalmente imortalizar o Ramalhão no brasileiro 2009.

Aos colecionadores… boa sorte!

Os tais “vídeos do Gui”

Que o Gui tem um blog (http://expulsosdecampo.blogspot.com/) acho que todo mundo já sabe.

Mas que ele tem produzido fantásticos vídeos sobre suas aventuras boleiras…. Não sei se é de conhecimento de todo mundo, por isso, segue abaixo os primeiros “programas” produzidos por ele.

Published in: on 16 de outubro de 2009 at 6:12 PM  Comments (1)  
Tags: , , , ,

Vejam esse blog!

mockup

Pessoal, esse é o www.mockups.zip.net , blog que apresenta mockups de camisas de futebol feitos pelo Raphel de Simoni.

São camisas próprias que ele criou para cada time tentando diferenciá-las das usadas normalmente nos jogos.

O cara criou provisóriamente uma marca fictícia chamada “Dribble” que tem até logo.

Tem também uma seção chamada “Patrocínios dos Sonhos” que mostra como determinados patrocinadores se encaixam muito bem em determinadas camisas, deixando-as bem legais.

O blog é atualizado diariamente com um mockup, e se alguém quiser algum em especial é só deixar o pedido lá mesmo no http://www.mockups.zip.net.

Destaque para o modelo que ele criou pro meu Santo André:

SantoAndre1

Parabéns pelo blog!!

Sobre Amsterdam

i_amsterdam

Os poucos dias que Mari, Digo e eu estivemos pela cidade, me deram uma visão, talvez simplista, de que a cidade não é um lugar que vive e respira futebol.

O que boa parte da galera respira por lá é o ar de Marijuana, que sai principalmente dos Cafés, onde as se juntam pra fumar tranquila e legalmente. No meu caso, não sou adepto sequer de cigarros, então não é algo que eu veja muita graça.

Mas claro que Amsterdam não é só isso. É uma cidade maravilhosa, com uma arquitetura bélissima e uma série de canais que dão um ar bem legal à cidade.

DSC02856

Ah, e as bicicletas, claro. Se a cidade não vive a loucura e o fanatismo pelo futebol, pode se dizer que o ciclismo é uma realidade na vida de lá. São elas quem mandam no trânsito, e acredite, são muitas. Como a cidade é plana, quase todo mundo prefere usá-las.

A mistura entre católicos e muçulmanos, e principalmente… turistas com seus mapas e com suas típicas caras de perdidos, também fazem parte integrante do cenário da cidade.

DSC02621

Junte a isso um monte de museus. Museus para todos os temas e gostos. Museu do Van Gogh, Museu do Sexo, Museu da Tortura, Museu de Bolsas, Museu de estátuas de cera, Museu de História… Todos maravilhosos e com um cuidado na arquitetura que faz com que só de se olhar por fora vc já tenha feito valer o dia. (Mas não seja besta, entre neles).

DSC02907

A imagem já está bonita? Que tal colocarmos parques e praças também pra dar uma arborizada ainda maior na cidade?

DSC02817

Pois é, é tudo isso e muito mais. Principalmente muito mais Euros . Nada é muito barato lá, a não ser… O delicioso Falafel do Senhor George, um egípcio que fala um pouquinho de mais de 20 línguas enquanto atende (e diverte) seus clientes. Um Falafel com Homus custa pouco mais de 4 euros. Fica bem próximo da Central Station.

DSC02882

Ah, e por falar em Central Station, outra figura comum lá são os TRAM, uma espécie de Trólebus (acho que só quem é do ABC sabe o que é isso), um bonde elétrico, mais moderninho que anda sobre trilhos no meio das bicicletas.

Amsterdam_tram

Por último, e tema deste blog, a cidade possui o AJAX. Clube admirado por todos da cidade e que possui uma Arena monstruosa. Abaixo a maquete do que é o estádio:

DSC02718

Fiz a visita monitorada pelo lugar, mas como estamos no fim da temporada, o estádio estava servindo à sua função de Arena. O AC/DC havia tocado ali há alguns dias e nessa última semana de julho o U2 estaria por lá. Mesmo assim, dá pra ver a grandiosidade da casa do AJAX. Detalhe pra minha camisa do Ramalhão, hein hehehe.

DSC02735

O estádio é inteiro coberto, as cadeiras numeradas, e possui uma baita estrutura de som e tudo que a tecnologia de ponta pode oferecer.

DSC02741

Também tiveram um cuidado especial com o design de cada parte do estádio, deixando-o com uma cara quase de teatro.

DSC02742

A sala de imprensa não tem muito de especial, se comparado às dos grandes times do Brasil (pelo menos de alguns grandes estádios daqui que eu já vi).

DSC02746

Mas o lugar como um todo tem uma cara moderna, escadas rolantes por aqui e por ali, belas janelas, fachadas bonitas com o distintivo do clube.

DSC02749

As cabines de imprensa e de seguraça são limpas, funcionais, e oferecem conforto e tecnologia aos profissionais de midia presentes.

DSC02773

Perguntei ao guia pelos hooligans locais. Segundo ele, atualmente existem poucos problemas dentro do estádio (no máximo uma voadora no vazio como a minha abaixo hehehe), mas eles não são personagens do passado como alguns pseudo especialistas brasileiros acreditam.

DSC02762

Basta dar uma olhadinha no vídeo que achei no youtube, pra se ter certeza que as coisas não estão assim tão sob controle como se imagina:

Por fim, o Museu do AJAX. Conhecemos um pouco sobre a história e conquistas do clube. É muito bonito e bem cuidado, mas os museus do Santos, do Boca Jr, e principalmente o do futebol em São Paulo, não deixam nada a dever.

DSC02795

DSC02787

Ao fundo o campo de treinamento. Na hora que descemos do trem, estava rolando treino, segundo o guia é para um torneio curto que o time disputaria nos próximos dias.

DSC02750

Confesso que não tive coragem de gastar tanta grana comprando a camisa oficial do AJAX… 

E de tanto procurar, só o que encontrei foi uma lojinha de uma chinesa, que vendia “réplicas” da camisa da Laranja Mecânica. Pra completar a cena, delicioso e barato MilkShake da Feebo (onde nem sempre o morango é vermelho…).

europa 572

Pra completar, no nosso último dia lá, estávamos sentados esperando um ônibus no aeroporto e a Mariana viu um monte de jogador atravessando a rua. Não consegui acreditar, nem deu pra filmar, ou mesmo fazer uma foto melhor… Era o time do Ajax

europa 552

Bom, óbvio que não dá pra se conhecer tudo sobre Amsdterdam em tão poucos dias, quanto menos contar isso num único post, neste blog sem vergonha, mas acho que deu pra se ter uma idéia do que é Amsterdam não? A Mari também postou algo no blog dela sobre a viagem, veja em http://pencefundamental.wordpress.com/

De Amsterdam, voamos pra Londres e em breve eu conto como foi nossa estadia por lá. Abraços!

Ps. Pós post: Depois de já publicado, vi um post sobre Amsterdam em outro blog, vale a pena ler: http://torcidaganhajogo.blogspot.com/2009/08/o-ajax-e-industria-do-holocausto.html

Um pouco sobre Madrid e Amsterdam

Pessoal, to na Internet do hotel que é bem cara, então só vou citar alguns fatos ocorridos até agora, depois detalho mais.

Logo de cara, ainda no aeroporto em Guarulhos, conhecemos Carleto, ex lateral do Santos e atualmente no Valência. Ele era do ABC, e muito gente fina.

Carleto2-ficha

Como eu havia dito no último post, fiquei enclausurado no aeroporto em Madrid por algum tempo, enquanto aguardávamos o vôo para Amsterdam, e comprei 2 quadrinhos sobre futebol lá. O aeroporto delá é tão grande que tem até Metrô pra te levar de uma plataforma a outra.

DSC02543

O futebol na Espanha não fala em outra coisa… As contratações do Real Madrid eram capas da maioria dos jornais.

Já aqui em Amsterdam, não se fala muito em futbeol. Mas fui no estádio do Ajax e conheci um monte de moleques fanáticos pelo time.

Ah, e ainda no avião, vindo pra cá, conheci um pibe de 14 anos que joga no sub 15 do Málaga, o pai dele veio falar comigo sobre o Corinthians ter sido expulso do torneio que disputaram aqui por treta… Tá vendo, a gente acha que essas coisas não são percebidas né….

malaga

Desculpe a pressa, depois escrevo mais… O estádio do Ajax é legal, mas moderninho demais hehehe

Abraços

MAU! in Europe!

Rolê da virada de ano!

É… sei que estou atrasado pra caramba, mas … antes tarde do que nunca para uma rápida narrativa sobre o lado boleiro da viagem de fim de ano de 2008, que eu e a Mari fizemos.

Novamente sem muita grana, decidimos seguir para o sul, onde não haviam pedágios até exatamente o dia que fomos, acredita? Planejamos passar o fim de ano em alguma praia do Paraná.

Assim, pra aquecer e encurtar a distância, começamos descendo pro litoral de São Paulo, pra Itanhaém, onde passamos dois dias com alguns amigos (um deles, o Júnior, grande torcedor da Lusa).

Aproveitamos para comprovar minha má forma física fazendo uma trilha pelos morros junto à praia.

ferias-fim-de-2008-009

De Itanhaém, fomos seguindo sentido Peruíbe até pegarmos a BR para Curitiba, uma cidade muito legal, cheia de cultura e de lambuja, com 3 grandes times.

Começamos pelo Atlético PR, e a visitação monitorada do estádio, considerado exemplo no Brasil, a Arena da Baixada, o Estádio Joaquim Américo.

Cópia de ferias fim de 2008 055

copia-de-ferias-fim-de-2008-060

ferias-fim-de-2008-065

 ferias fim de 2008 068

ferias fim de 2008 081

ferias fim de 2008 082

O que mais me chamou a atenção, além da imponência e da beleza de suas arquibancadas é que o estádio é praticamente um Shopping. Embaixo das arquibancadas há dezenas de lojas (e não estou falando somente de lanchonetes).

Tudo muito limpo e muito bem feito. O Atlético Paranaense realmente desponta como uma administração bastante diferenciada, caminhando para o conceito do sócio torcedor, e estádio cheio.

Uma vez visitado a moderna Arena da Baixada, fomos ao tradicional Couto Pereira, o maior estádio do estado. copia-de-ferias-fim-de-2008-039

Cópia de ferias fim de 2008 037

ferias fim de 2008 024

Confesso que me surpreendeu o quão bem recebidos nós fomos. Nos permitiram entrar nas arquibancadas pra fotografar, o Assessor de Imprensa me entregou um material informativo do clube, bem legal e encontramos aberta a excelente loja do torcedor.

O estádio é aquele modelo antigo, enorme, com muito cimento, mas muita energia.

Por fim, tentamos adentrar o Estádio do Paraná, mas fomos impedidos por um tiozão, com jeito de zelador, sei lá… Mais um exemplo de como alguns clubes não enxegram o potencial turístico do futebol.

copia-de-ferias-fim-de-2008-048

copia-de-ferias-fim-de-2008-049

Cópia de ferias fim de 2008 044

Como a idéia era de se divertir, e não somente pensar em futebol (será mesmo possível?) decidimos descer a serra e ir conhecer a histórica Morretes. Fomos pela Estrada da Graciosa. Um passeio muito legal, e com uma vista muito bonita.

ferias-fim-de-2008-190

Chegando lá, o tempo esfriou e como a cidade é muito mais histórica que turística, fomos pra Paranaguá, onde alguns amigos iriam passar a virada, na praia. A cidade tem dois estádios. Um é o Fernando Charbub Farah, o “Gigante do Itiberê”:

ferias fim de 2008 204

O outro, é o estádio do Paranaguá, que fica pro lado do Porto. Após uns 40 minutos chegamos lá e ainda pudemos encontrar alguns jogadores que disputaram este ano o Campeonato Paranaense.

O estádio é bem old school, mas muito legal, tem até uma lojinha embaixo da arquibancada, mas achei cara a camisa.

paranagua 

ferias fim de 2008 212

ferias fim de 2008 216

Bom, feito nossa visita futebolística, decidimos ir pra praia. Mas…. após 1 hora parados, na estrada que daria acesso às praias,  o trânsito caótico nos fez desistir. Voltamos para Curitiba.

Dali, liguei pra minha família que ainda estava em Itanhaém e voltamos pra lá, pra ver a queima de fogos do Satélite E.C. .

Ufa…. Enfim acabei 2008…

Um grande zagueiro

final-de-semana-0421

Aproveitando a ótima fase da defesa andreense, vale lembrar um diferencial que a gente ainda consegue encontrar por aqui.

Dia de jogo do time b, em 2008 e lá estavam presentes vários jogadores titulares do time principal, entre eles, o então cabeludo, zagueiro Marcel, que além de ótimo zagueiro é uma pessoa humilde e muito gente boa.

Os demais elementos são a escória de sempre  hehehe Eu e a Mari (vale lembrar que ela escreve o www.pencefundamental.wordpress.com) , o Renato (da Fúria), o Gigante (sempre presente) e o nosso risonho “Jonny”, do blog http://blogdojaovitor.blogspot.com/ .

Futebol é isso aí….

Published in: on 6 de fevereiro de 2009 at 1:55 PM  Comments (1)  
Tags: , , , ,

Programa “Bola e Arte”

fiztv

Pessoal, pra quem curte as diversas ligações entre o futebol e demais assuntos, principalmente política e arte, essa é uma ótima sugestão.

O programa Bola e Arte é exibido pela FizTV, um meio bem democrático, já que os vídeos mais votados na Internet vão para a TV.

Nos dois primeiros programas do ano, a banda Fora de Jogo e o time de várzea Autonomos, dos quais faço parte  estiveram participando.

fiztv23

Pra quem nunca ouviu falar, tanto o time quanto a banda tem influências do Anarquismo e lutam por um futebol menos mercadológico. Dê uma olhada no nosso clip:

Bom, mas resumindo, se você ficou interesado em ver a entrevista, assista (e vote pra ir pra tv) em:

http://fiztv.uol.com.br/f/Video/assista/23055  (Essa é a parte 1 do programa, dá até pra ouvir a gente tocar!)

http://fiztv.uol.com.br/f/Video/assista/23029 (Essa é a parte 2 do programa)

O programa foi tão legal que ganhou continuação. Veja aí:

http://fiztv.uol.com.br/f/Video/assista/23362/0 (Parte 1 da semana 2)

http://fiztv.uol.com.br/f/Video/assista/23365/0 (Parte e da semana 2… é isso?)

Agradecemos ao pessoal do programa, e em especial ao Carlos Carlos (é assim mesmo, 2 vezes) que até foi ao nosso protesto boleiro contra a militarização do futebol.

Abraços!

É bom eu emagrecer…

Bom, depois de ver esse vídeo, acho que é melhor eu entrar num regime antes do paulistão, se não quiser fazer a festa das torcidas rivais….

O Memorial do Santo André

copia-de-final-de-semana-0011

 

Bom, numa semana onde toda hora escuto os sãopaulinos se gabarem do seu hexacampeonato, decidi falar um pouco das conquistas do meu time, o Santo André. Pra quem não sabe (e mesmo entre os torcedores do Santo André são poucos os que sabem), o Ramalhão possui um “mini-museu” com vários objetos históricos, entre eles diversas taças, como a da foto acima (da Copa do Bradsil 2004).

final-de-semana-138

Há também lindas camisetas de décadas atrás, além de bolas e flâmulas. Pra mim, o maior tesouro é a camisa dos anos 70, de quando o time ainda se chamava Santo André Futebol Clube, e sequer possuia a cor azul, tão tradicional atualmente. 

final-de-semana-142

Agora, a pergunta… Onde é este “canto sagrado”??? Dentro das dependências do clube (no Parque Jaçatuba). E pra entrar não é lá muito fácil. O segurança não me deu moleza, mesmo eu dizendo que era pra fazer uma matéria. Livre acesso só os sócios do clube (dos quais pouqíssimos são torcedores ramalhinos).

O jeito mais fácil (segundo o segurança) é marcando hora (hehehe dá até contade de rir). Pra maiores informações, o site do clube é www.ecsantoandre.com.br

Em defesa do Londrina

Escrevi o texto abaixo como comentário de um post feito pelo amigo Felipe no blog “De primeira”.

Veja o post em www.interney.net/blogs/deprimeira/2008/11/05/o_londrina_e_seus_2000_vagabundos/

londrina

Ah, esse mundo onde as pessoas valorizam cada vez mais os comportamentos óbvios e esperados…

Felipe, vc sabe, sou torcedor do Santo André, Talvez não o time dos 2000 vagabundos e bebados , mas sem dúvida um time também marginalizado em sua própria cidade.

Saudades de uma época em que amar o time da sua cidade era como dar sequência ao amor que se tem pela própria família, pelos amigos, e pela sua própria história.

A tal globalização coloca todo mundo numa mesma panela, e como quem manda é o dinheiro, é óbvio que os mais ricos saem na frente. Aqui no estado de São Paulo é considerado estranho qualquer um que não torça para o trio de ferro (São Paulo, Corinthians ou Palmeiras) ou para o Santos.

Por hora esses times riem e acham que estão ganhando, mas num segundo momento, vão ver o que criaram, porque as crianças de hoje já não querem sequer os grandes brasileiros.

Querem o grandes “de verdade”, os Chelseas, Milans e Barcelonas da vida.

Futebol é um reflexo da sociedade, não deixemos banalizar ou venderem nossos sentimentos de amor às nossas pequenas coisas e causas. Cresca, evolua, mas nunca esqueça do seu bairro, das suas origens..

Sigo torcendo pelo Santo André, mas o Tubarão tem minha total admiração, pois sua simples insistência em existir representa um pouco da nossa luta do dia-a-dia de sermos nós mesmos, e não atores de um grande filme de hollywood.

Abraços

Published in: on 15 de novembro de 2008 at 2:18 AM  Deixe um comentário  
Tags: , ,

E a fórmula 1 teve seu dia de futebol

Outro breve comentário sobre o fim de semana.

Até eu, que nunca fui muito fã de acompanhar a fórmula 1 (nem qualquer outra corrida automobilística) acompanhei volta a volta todo o Grande Prêmio de Interlagos.

Parece que Felipe Massa vem mesmo trazer emoção ao esporte que andava meio sem graça. E quem diria, na final do campeonato um gol no último segundo decidindo o campeão… 

Sorria, Galvão!

Sorria, Galvão!

Published in: on 4 de novembro de 2008 at 10:24 PM  Deixe um comentário  
Tags: , , ,