Rolê da virada de ano!

É… sei que estou atrasado pra caramba, mas … antes tarde do que nunca para uma rápida narrativa sobre o lado boleiro da viagem de fim de ano de 2008, que eu e a Mari fizemos.

Novamente sem muita grana, decidimos seguir para o sul, onde não haviam pedágios até exatamente o dia que fomos, acredita? Planejamos passar o fim de ano em alguma praia do Paraná.

Assim, pra aquecer e encurtar a distância, começamos descendo pro litoral de São Paulo, pra Itanhaém, onde passamos dois dias com alguns amigos (um deles, o Júnior, grande torcedor da Lusa).

Aproveitamos para comprovar minha má forma física fazendo uma trilha pelos morros junto à praia.

ferias-fim-de-2008-009

De Itanhaém, fomos seguindo sentido Peruíbe até pegarmos a BR para Curitiba, uma cidade muito legal, cheia de cultura e de lambuja, com 3 grandes times.

Começamos pelo Atlético PR, e a visitação monitorada do estádio, considerado exemplo no Brasil, a Arena da Baixada, o Estádio Joaquim Américo.

Cópia de ferias fim de 2008 055

copia-de-ferias-fim-de-2008-060

ferias-fim-de-2008-065

 ferias fim de 2008 068

ferias fim de 2008 081

ferias fim de 2008 082

O que mais me chamou a atenção, além da imponência e da beleza de suas arquibancadas é que o estádio é praticamente um Shopping. Embaixo das arquibancadas há dezenas de lojas (e não estou falando somente de lanchonetes).

Tudo muito limpo e muito bem feito. O Atlético Paranaense realmente desponta como uma administração bastante diferenciada, caminhando para o conceito do sócio torcedor, e estádio cheio.

Uma vez visitado a moderna Arena da Baixada, fomos ao tradicional Couto Pereira, o maior estádio do estado. copia-de-ferias-fim-de-2008-039

Cópia de ferias fim de 2008 037

ferias fim de 2008 024

Confesso que me surpreendeu o quão bem recebidos nós fomos. Nos permitiram entrar nas arquibancadas pra fotografar, o Assessor de Imprensa me entregou um material informativo do clube, bem legal e encontramos aberta a excelente loja do torcedor.

O estádio é aquele modelo antigo, enorme, com muito cimento, mas muita energia.

Por fim, tentamos adentrar o Estádio do Paraná, mas fomos impedidos por um tiozão, com jeito de zelador, sei lá… Mais um exemplo de como alguns clubes não enxegram o potencial turístico do futebol.

copia-de-ferias-fim-de-2008-048

copia-de-ferias-fim-de-2008-049

Cópia de ferias fim de 2008 044

Como a idéia era de se divertir, e não somente pensar em futebol (será mesmo possível?) decidimos descer a serra e ir conhecer a histórica Morretes. Fomos pela Estrada da Graciosa. Um passeio muito legal, e com uma vista muito bonita.

ferias-fim-de-2008-190

Chegando lá, o tempo esfriou e como a cidade é muito mais histórica que turística, fomos pra Paranaguá, onde alguns amigos iriam passar a virada, na praia. A cidade tem dois estádios. Um é o Fernando Charbub Farah, o “Gigante do Itiberê”:

ferias fim de 2008 204

O outro, é o estádio do Paranaguá, que fica pro lado do Porto. Após uns 40 minutos chegamos lá e ainda pudemos encontrar alguns jogadores que disputaram este ano o Campeonato Paranaense.

O estádio é bem old school, mas muito legal, tem até uma lojinha embaixo da arquibancada, mas achei cara a camisa.

paranagua 

ferias fim de 2008 212

ferias fim de 2008 216

Bom, feito nossa visita futebolística, decidimos ir pra praia. Mas…. após 1 hora parados, na estrada que daria acesso às praias,  o trânsito caótico nos fez desistir. Voltamos para Curitiba.

Dali, liguei pra minha família que ainda estava em Itanhaém e voltamos pra lá, pra ver a queima de fogos do Satélite E.C. .

Ufa…. Enfim acabei 2008…

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://asmilcamisas.wordpress.com/2009/06/07/role-da-virada-de-ano/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Falae mano, demos a sorte de não pegar este transito, Paraná é um estado que respeito e gosto muito, vários amigos e muito futebol. Abraço mano.

  2. hehe ow, é rio branco de Paranagua, nao paranavai!hehe, a cidade do vermelhinho do fim da linha fica na regiao norte do estado…hehehe. “LEAO, LEAO. SOLTA O LEAO!” grito folclórico do povão pro rio branque!

    • Opa… corrigido hehehe Foi só um lapso …


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: