São Bernardo vence Votoraty

Conforme prometido, eu e a Mari finalmente fomos assistir um jogo do São  Bernardo, o Tigrão do ABC, lá no Baetão, pela Copa Paulista.

Confesso que chegamos atrasados, porque foi um dia bem punk.

Pela manhã fomos assistir ao filme da Coco Chanel, depois passamos na livraria da Vila, onde comprei o novo livro do Lourenço Mutarelli, e quando pensei que estava voltando pro ABC, não pude recusar um encontro com os Banditos Cósmicos Fer, Hélião e Zenun, lá na lanchonete da Cidade, no cruzamento da Alameda Tietê com a Augusta. Mas enfim… Fomos.

jogo do sbc fc 004

De tão atrasados que estávamos, o cara quase não deixou a gente entrar, mesmo tendo pago R$ 5 cada ingresso.

Logo de cara, vi a garotada do Projeto Tigrinho, que tem comparecido em bom número nos jogos do São Bernardo.

jogo do sbc fc 007

Na minha opinião, a salvação dos times do ABC está no incentivo a esses meninos e meninas que hoje são ainda crianças, e que não tem necessariamente um time  definido, dando espaço para essa paixão pelo time da cidade.

jogo do sbc fc 008

Ao entrar no Baetão, confesso que nos surpreendemos com o público presente. Tinha bastante gente tanto na arquibancada, quanto na numerada.

jogo do sbc fc 010

Mesmo sendo um jogo mata-mata pela sequência da Copa, o ingresso custava R$5, e a gente sabe que hoje em dia não tá fácil…

jogo do sbc fc 011

Como eu disse, muitas crianças estavam nas bancadas acompanhando o disputado jogo do São Bernardo contra o forte Votoraty.

jogo do sbc fc 012

jogo do sbc fc 013

jogo do sbc fc 014

Aliás, não é que o pessoal Grená, pegou a estrada e veio lá de Votoraty até o ABC para acompanhar o time da cidade?

jogo do sbc fc 015

Jovens, tiozões… os caras compareceram e foram muito bem recebidos pela torcida local, diga se de passagem.

jogo do sbc fc 018

jogo do sbc fc 016

Como eu já disse em outro post, o Baetão pode ter seus defeitos, mas ainda é um daqueles estádios que vc assiste o jogo bem perto do campo.

jogo do sbc fc 017

Do outro lado, a galera da Guerreiros e da Chopp, faziam a festa! O Gui, do Expulsos de Campo também estava lá filmando a rapaziada e fez o vídeo muito legal, veja aê:

A faixa azul ali do lado direito é do pessoal do São Bento que veio acompanhar o jogo, e tem amizade com as torcidas dos dois times (São Bernardo e Votoraty):

jogo do sbc fc 019

O pessoal da Berno Choop também tava lá com suas faixas, cervejas e cantos…

jogo do sbc fc 020

E claro, 0 pessoal da Guerreiros!:

jogo do sbc fc 021

Sem esquecer os torcedores autonomos, que também compareceram!

jogo do sbc fc 023

jogo do sbc fc 025

jogo do sbc fc 026

O placar final foi magro, mas suficiente para colocar o Tigrão em vantagem, dependendo de um empate lá em Votorantim para passar de fase.

jogo do sbc fc 024

Depois do jogo ainda fomos pra um som punk, do 88não, Menstruação Anárquica, DZK e Cólera, lá em São Caetano, onde trombamos vários amigos do rolê e das pistas.

mau e mari

E como dito, estou atrás da minha camisa do São Bernardo para publicar a história do time aqui.

Parabéns pela vitória e pela festa!

Leia outros textos em http://www.asmilcamisas.wordpress.com

Abraços

MAU! e MARI!

Adilsub-zero

A virada foi contra o meu time. O gol me fez chorar. Mas não posso ignorar uma cena dessas. Esse Adílson é um dos poucos exemplares de dedicação e envolvimento do futebol brasileiro….

57- Camisa da Esportiva Guaxupé

jogo sport 046

A 57a camisa de futebol pertence à Sociedade Esportiva Guaxupé e essa eu consegui do pior jeito possível: pagando.

Ao menos, mais uma vez consegui achar por um bom preço bem razoável: R$ 29,90, numa loja lá em Guaxupé, mesmo.

Guaxupé é uma pequena e muito agradável cidade do sul de Minas Gerais. Estivemos lá em junho e pudemos aproveitar a ótima festa junina no centro.  da ciadade.

A Mari pirou num restaurante que infelizmente não lembramos o nome, mas que fica ali no centro mesmo:

viagem estadios 199

Achei um vídeo “vendendo” o lado turístico da cidade e posso dizer que recomendo um final de semana por lá, foi uma ótima estadia!

Eu e a mari fomos pra lá dar um relax, e mas já que estávamos por lá, demos um pulo no estádio e por sorte conseguimos bater um papo com a diretoria e alguns integrantes da comissão técnica.

O segundo da esquerda para a direita é o polêmico “Lélio Borges”, que foi muito gente boa conosco e relembrou várias histórias.

viagem estadios 216

A S.E. Guaxupé foi fundada em 12 de março de 1952,e é um ótimo exemplo do que o futebol moderno faz com times “fora dos grandes eixos”.

Depois de ter chegado a disputar a primeira divisão mineira, de 1975 até o início dos anos 80, disputa hoje o “módulo II” do Campeonato mineiro (existem ainda o módulo I e a primeira divisão).

viagem estadios 184

Manda seus jogos no Estádio Municipal Carlos Costa Monteiro, inaugurado no início da década de 50 e com capacidade para 6.000 pessoas.

A entrada do estádio é muito loca! Parece que a gente estava entrando numa mistura de vila com parque ecológico.

viagem estadios 206

A bilheteria fechada é sempre triste, mas ainda assim dá pra ver um pouco do espírito do estádio.

viagem estadios 208

Do lado de dentro, pode se ver os holofotes e ao fundo uma arquibancada descoberta…

viagem estadios 210

A estrutura que separa o campo da torcida não é lá muuuuuuuuito resistente…

viagem estadios 211

O gramado apresentava condições muito boas, mesmo numa época de frio (era inverno, lembre):

viagem estadios 212

Ali ao lado direito, pode se ver a arquibancada coberta:

viagem estadios 213

No dia em que estivemos por lá, havia um jogador do continente africano que acabara de chegar para fazer uns teste no clube. Os demais jogadores disseram se assustar ao vê-lo rezar, já que seus costumes não são lá muito próximos aos dos cristãos…

viagem estadios 217

É muito difícil encontrar dados sobre a história do clube, que hoje sofre do mesmo mal que muitas equipes tradicionais: perde seus torcedores para os “grandes clubes”, e pela sua localização ainda sofre perdendo torcedores para times de MG e SP.

Assim, o único jeito que encontrei de retratar sua história é por meio de imagens.

Abaixo, o time do fim dos anos 50 e início dos 60, que enfrentou lá em Guaxupé o Santos de Pepe e Orlando Peçanha:

Guaxupé anos 50

Daquela época, um dos destaques era o atacante PACHÁ:

pachá
Segundo os dados do site do Milton Neves, Palimércio Nasser, Pachá, nasceu em São José do Rio Pardo, em 19 de outubro de 1934 e logo cedo se mudou para Guaxupé-MG. Ficou famoso como o camisa nove da Esportiva Guaxupé.

Chegou a marcar 6 gols numa só partida (em 1959, contra a Paraisense de São Sebastião do Paraíso).

Hoje, o ginásio poliesportivo de cidade de Guaxupé (MG) tem o nome do ex-atacante.

Abaixo, outras fotos da década de 60, com Pachá no time:

guaxupé anos 60

guaxupé 1960

O time nos anos 70:

Guaxupé anos 70

Em 1975:

guaxupé 1975

Em 1980 conquistou o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão.

Abaixo, foto do time de 1998:

guaxupé 1998

Atualmente:

Esportiva

O vídeo abaixo mostra um pouco do triste caminho seguido pela Esportiva Guaxupé, mas que foi feito no final de 2006, antes de volta do time ao profissionalismo e do próprio Lélio Borges (conforme a foto que tiramos mostrou):

A sequência do vídeo:

Num país tão machista, fica um exemplo interessante: em 2008 o clube foi dirigido por Terezinha de Jesus Vaz. Confira a entrevista dela no final do vídeo:

A Torcida Guaxupeana acompanha de perto o time e agora começa a tentar se organizar para apoiar os “Tigres de Minas”. Veja a rapaziada que está formando a “Avalanche Verde SEG“:

guaxupé2

Guaxupé

Quem quiser contatar os caras, acessem a comunidade deles no orkut: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=92803566

Pra finalizar, quer ver como é o momento antes do jogo? Vamos lá!

Boa sorte Guaxupé!

E não se esqueça torcedor: Apoie a equipe da sua área!!!

Figurinhas

No começo do ano, fiz um post sobre o hábito de se colecionar figurinhas. Clique aqui para lembrar o que escrevi. 

Lembro que terminei o post meio triste, questionando se nos dias atuais, valeria a pena colecionar figurinhas .

Por isso, quando vi na banca o álbum do brasileirão desse ano, me desafiei. “Vou comprar umas figurinhas para ver se ainda me emociono”.

figurinhas1

Isso porque hoje em dia, existem várias fatores que desanimam uma coleção.

Da ausência de times (Corinthians, Atlético/PR, Santos e Botafogo não constam no álbum do Brasileirão 2009) à mudança voraz dos jogadores (que fazem seu álbum terminar quase que totalmente desatualizado), passando pela ausência de figurinhas dos técnicos (que também não param nos times onde começam o campeonato) e estádios (essas substituídas por imagens já no próprio álbum).

Os primeiros “pacotinhos”, abertos pela Mari ainda no carro, acordaram minha memória…

Figurinhas4

É fantástico!!! Principalmente para alguém como eu, que torce para um time como o Santo André, que não teve o costume de frequentar os álguns de figurinhas do últimos anos.

figurinhas2

Quando você menos espera, já tem um álbum, um bolão de repetidas e começa a perguntar para os amigos (que já não ligam o hábito de comprar figurinhas a uma pessoa de 31 anos) se eles querem trocar. 

figurinhas7

O álbum da Panini, de 2009, traz as figurinhas da série A e da série B (essas em número menor e apresentando 2 atletas por cromo):

segunda divisao figurinha

E, claro, um dos prazeres é colar as que você ainda não tem no álbum (de preferência, em frente a TV, assistindo ao futebol).

fim de semana boleiro 182

Mas acho que ainda melhor é a expectativa de abrir o pacotinho e….

Figurinhas5

E tirar o atacante do seu time!!!!

figurinhas9

Já faz uns dois meses que comprei o álbum, e faltam poucas figrurinhas para completá-lo. Agora estou na fase de trocar para finalmente imortalizar o Ramalhão no brasileiro 2009.

Aos colecionadores… boa sorte!

56- Camisa do FBC Melgar de Arequipa

final-de-semana-258

A 56a Camisa de Futebol vem do Perú, da cidade de Arequipa, que fica a 2.300 metros de altitude, num vale da cordilheira dos Andes. A cidade teria sido fundada em 15 de Agosto de 1540, pelo explorador espanhol, Francisco Pizarro, no local de uma antiga cidade inca.

arequipa-163185-sw

O time dono da camisa é o FBC Melgar Arequipa. FBC é a sigla de Foot Ball Club.

O FBC Melgar foi fundado em 1915, por um grupo de jovens que se reuniam no Parque Bolognesi, hoje Parque Duhamel para jogar futebol. Nasceu como “Juventud Melgar“.

Além do futebol a união destes jovens se deu em torno da música, principalmente por Mariano Melgar, cantor romântico que deu origem ao nome do time. Eram tempos de boemia juvenil, que não tem mais o mesmo valor hoje em dia, mas que ainda ressoam como ecos distantes pela cidade…

1815melgar

O FBC Melgar é o clube mais querido de Arequipa, por ser o único da região que se mantém na primeira divisão, desde 1971, quando conquistou a Copa Perú. Só pra ficar claro, esse é um clube “provinciano”, ou seja, não está na capital (Lima), o que faz as coisas serem muito mais difíceis.

portada

O time é considerado a 4a força do futebol peruano, pelas boas campanhas que já realizou, e por isso, possui uma grande torcida.

Faz com o Cienciano (já mostrei a camisa dele, veja aqui!), clássico de maior rivalidade, por serem os clubes de províncias como maiores torcidas no Perú. Aliás, existe um site muito legal feito pelos torcedores: www.hinchasfbcmelgar.com .

lahinchadaqvenvncaab_171620

Bom, vale lembrar alguns pontos da história do clube. Em 1919, viaja pela primera vez a Lima para participar de um torneio amistoso.

Em 1930 fez uma turne pelo Chile, sua primeira apresentação internacional.

Em 1937, representou o futebol do sul do Perú no campeonato nacional, terminando na posição 9 da tabela.

Aliás, pelo fato do time ser da região sul, o time é chamado de “O leão do sul”:

leondelsur

Dando sequência na história do time, em 1962, foi Campeão da Segunda Divisão de Arequipa, e em 1964 conquistou o título da primeira divisão e o bicampeonato em 1965.

Em 66, o fato que mais marcou foi terem enfrentado o Santos de Pelé:

fot66

Nesse ano, graça ao seu prestígio na região, foi convidado pela Ferderação Peruana a disputar o primeiro Campeonato de Futebol descentralizado. No plantel do time que disputou esse campeonato, existiam dois brasileiros, Puglia y Oliveira, e o FBC Melgar terminou em 8o lugar.

fot67-69

Em 1971, conquistou a Copa Perú.

Outro título importante foi o conquistado em 1981 (única vez que um time do interior realizou o feito). No jogo final, o time rubronegro só precisava de um empate para sair campeão do Estadio Nacional de Lima, frente a 35 mil torcedores adversários, e com um 1×1, conseguiram o título e o direito de disputar a libertadores de 1982.

melgar_campeon81

Na Libertadores de 1982, caiu no grupo do também peruano “Municipal” , além dos paraguaios “Olimpia” e “Sol de América”, sendo eliminado ainda na primeira fase, graças a uma fórmula que só dava sequência ao primeiro colocado do grupo. (veja mais informações sobre esta libertadores aqui: www.rsssf.com/sacups/copa82.html)

Em 1983, chegou ao vice campeonato, e mais uma vez com o acesso à Libertadores, do ano seguinte, onde caiu no grupo dos times da Venezuela, e acabou novamente se despedindo ainda na primeira fase.

melgar83

O time foi Campeão da “Regional Sul” oito vezes nos anos seguintes ( 81,82,84,86,90-I, 90-II, 91-I y 91-II).

O mais legal é que sempre se montou o time com jogadores locais, da região de Arequipa, bem diferente do que se faz aqui pelo Brasil.

O primeiro estádio do FBC Melgar foi o “Campo de Santa Marta”, hoje, um presídio.

Assim como muitos clubes no mundo todo, o FCB Melgar enfrentou diversas crises economicas corredo por vezes o risco de desaparecer.

portada

Manda seus jogos no Estádio Mariano Melgar, com capacidade para 20 mil torcedores, e foi um dos estádios utilizados no Campeonato Sulamericano Sub 17 de 2001. Que tal uma olhada no estádio?

Abaixo algumas fotos que encontrei pela net:

mariano_melgar

melgarpe3

O site oficial do time é www.fbcmelgaraqp.com .

Pra quem gosta de vídeos, existem uma porção deles no youtube, segue abaixo um que mostra um pouco da torcida do time:

Boa sorte ao Melgar!

Palestra 1×1 Desportivo Brasil

Mais uma noite de futebol, pelo ABC. Aproveitando que acabei de postar sobre a camisa do Palestra de São Bernardo

Eu, a Mari e o Gui fomos até o Estádio do Baetão para assistir ao jogo Palestra x Desportivo Brasil, pelo Campeonato Paulista, série B.

A entrada dos jogos no Baetão é meio triste. Sem ingressos, sem ninguém… Mas vale a pena!

fds 032

Que droga… Exatamente o mesmo jogo que havíamos assistido na fase anterior (veja aqui o post sobre aquele jogo), mas tudo bem.

fds 034

A noite chuvosa não esfriou os ânimos dos atletas. Foi um jogo bem pegado, as duas equipes são bem montadas e tem grande chance de chegar à série A3 de 2010.

fds 053

Dessa vez, como chovia demais, preferi ficar nas numeradas e assistir o jogo quase na grade que separa o campo.

fds 042

Encontramos nosso amigo “Toninho” por lá. O Toninho é o dono de uma banca de discos e livros ali perto da estação de Santo André e uma das pessoas que eu mais gosto de debater futebol, rock, política e rolês de rua.

A hinchada “Loucos do Palestra” também compareceu, cantou o tempo todo (mesmo embaixo de chuva) e ainda fez a festa com fogos de artifício.

fds 047

fds 055

 A chuva vinha e parava, atrapalhando o bom andamento do jogo, ainda mais pra duas equipesque tocam a bola como Palestra e Desportivo.

 fds 035

O público foi pequeno, mas o campeão do desânimo foi o gândula quase dormindo na grade…

fds 038

Torcedor solitário… Jogo duro… Garoa… É assim a realidade da última divisão do Campeonato Paulista, e vale a pena, acredite!

fds 039

Mesmo a pequena arquibancada coberta não estava cheia e nem muito empolgada com o jogo.

fds 040

Pra dizer que não houve emoção, ainda no primeiro tempo, uma lâmpada da cabine de imprensa estourou e levantou a torcida.

fds 044

Vale lembrar que o principal diferencial do Estádio do Baetão é que o gramado é sintético:

fds 041

 Chuva, jogo pegado… Falta pra todo lado. Num dia desses, os que usam a 10 ficam mais no chão do que em pé.

fds 048

 Um momento “artístico”. O lateral do Desportivo segura a bola e olha para o vazio enquanto espera o juiz autorizar o reinício da partida.

fds 060

No segundo tempo as cadeiras cobertas ficaram mais cheias porque a chuva apertou, e foi dali que viram os dois gols da partida (primeiro do Desportivo e depois do Palestra).

fds 062

 Uma visão final do jogo…

fds 064

Ah, e um detalhe legal, o pessoal do São Bernardo, outro time da cidade estava por lá para acompanhar o jogo.

Abraço ao pessoal e fica aqui a promessa de em breve irmos assistir um jogo do Tigre. Ah, e estou buscando uma camisa do São Bernardo, assim que der posto ela por aqui.

fds 065

 

Abraços a todos!

Os tais “vídeos do Gui”

Que o Gui tem um blog (http://expulsosdecampo.blogspot.com/) acho que todo mundo já sabe.

Mas que ele tem produzido fantásticos vídeos sobre suas aventuras boleiras…. Não sei se é de conhecimento de todo mundo, por isso, segue abaixo os primeiros “programas” produzidos por ele.

Published in: on 16 de outubro de 2009 at 6:12 PM  Comments (1)  
Tags: , , , ,

55- Camisa do Palestra São Bernardo

palestra 001

A 55a camisa de futebol do nosso blog é de um dos times mais antigos do ABC. Foi um presente do amigo Renato Ramos, presidente da Fúria Andreense, e fã do futebol da nossa região. Detalhe para as mangas compridas que deixam a camisa com uma cara ainda mais legal!

Trata-se do Palestra São Bernardo, que representa a cidade de São Bernardo do Campo. Se quiser ler mais sobre o time, vale a pena dar uma olhada no post que eu fiz sobre o jogo contra o Desportivo Brasil.

brasao_sao_bernardo

São Bernardo é o “B”, do Grande ABC, berço das montadoras, do sindicalismo, do hardcore (daqueles que não se faz mais) e da minha educação (fiz ETE e Metodista).

sao_bernardo

O Palestra Itália de São Bernardo foi fundado em 1° de setembro de 1935, por um atleta do rival Esporte Clube São Bernardo.

Filho de italianos, Alfredo Sabatini mostrou o famoso “sangue quente italiano” ao fundar o time, após não ser escalado num amistoso contra um grande clube paulistano. 

SABATINI

Óbvio que com este nome o  clube representou a grande colônia italiana da cidade,e assim como ocorreu com Cruzeiro, Coritiba e Palmeiras, na época da Segunda Guerra Mundial, foi obrigado a mudar sua denominação, retirando o “Itália” do nome, tornando-se o Palestra de São Bernardo.

Seu maior rival é o Esporte Clube São Bernardo, considerado o time dos afortunados, enquanto o Palestra seria o clube de massa, cuja torcida era formada em sua maioria por funcionários das fábricas moveleiras, que formariam a famosa “rua dos móveis” (Rua Jurubatuba).

ecsb

Seu antigo Estádio era na Rua Marechal Deodoro, onde hoje localiza-se a Praça Lauro Gomes.

estadio palestra

Assim, o clube encontrou sua nova casa no bairro Ferrazópolis, onde nasceu o Instituto Palestra de Educação e Cultura (IPEC), o primeiro clube-escola do Brasil.

ipec

Em 1985, o historiador Ademir Médice (gente boa pra caramba, esse cara!), que escreve para o Diário do Grande ABC, publicou o livro Palestra de São Bernardo – Meio Século, como presente pelo seu Jubileu de Ouro.

Entre 1950 e 1951, o Palestra disputou a Segunda Divisão do Paulista.

Em janeiro de 1974, o time enfrentou o Santos de Pelé, perdendo por 4×0. E em 1975, foi a vez do Corinthians, de Rivelino aportar no ABC para enfrentar o Palestra. Iria demorar alguns anos até que em 1990, o Palmeiras viesse fazer o duelo dos “Palestra Itália”.

O clube ficou bom tempo em recesso e só voltou a jogar profissionalmente em 1986, na Terceira Divisão.

Depois, em 1992 voltou a fechar suas portas, só voltando a disputar o profissionalismo em 1997, quando foi vice-campeão da Série B1-b, a então 5a divisão do paulista.

Em 2005, a diretoria do Palestra endoidou e tentou “remodelar” o clube, mudando suas cores, escudo, mascote e hino. O time passaria a se chamar PSB (sigla para Palestra São Bernardo), e o verde seria substituído pelo vermelho.

Felizmente, em 2006 o time voltou a se chamar Palestra e em 2008 o Palestra voltou as cores de origem, além de ter novamente seu escudo inicial.

palestra escudos

Da época “maluca”, fica o belo hino:

Um dos orgulhos dos torcedores é que o meia-lateral Zé Roberto (Seleção brasileira, futebol alemão, Portuguesa, Santos, entre outros) atuou nas categorias de base do time.

ze-roberto-1

O time é também chamado de Alviverde batateiro.

Seu mascote já foi um Periquito e agora, um cão São Bernardo.

mascotePSB

Atualmente, manda seus jogos no Estádio Baetão, com gramado sintético, e capacidade de 8.000 pessoas.

baetao2

Palestra

Mas até pouco tempo, mandou seus jogos no Estádio Primeiro de Maio:

estadio_1maio

Estadio%20Primeiro%20de%20Maio
O time perfilado:

time

Atualmente disputa a fase final Segunda Divisão do Campeonato Paulista, com boas chances de chegar à série A3.

Mais informações, existe um blog feito por torcedores: http://semprepalestrasb.blogspot.com/ e um site (não sei se oficial): www.palestrasb.webs.com/ , ambos valem a pena!

E por fim, algumas imagens das bancadas do Baetão:

Em busca do Estádio perdido em Jaguariúna

A nossa busca por Estádios perdidos segue e chega a cidade de Jaguariúna.

jaguariuna

O antes “Distrito de Paz de Jaguary“, pertencente a Mogi Mirim, criado em 1896, foi elevado à município em 30 de dezembro de 1953.

Jaguariúna significa “Rio da onça preta”, em tupi guarani, por isso seu brasão possui a imagem do animal:

Brasao_Jaguariuna

Infelizmente, para muitas pessoas, Jaguariúna tem seu nome unicamente ligado ao rodeio, evento que eu desprezo, pela covardia e maus tratos aos animais envolvidos, Tortura não é cultura, boicote rodeios!

nao rodeio

Mas, claro que a cidade possui outras atividades economicas e culturais, e o futebol, como não poderia deixar de ser, é uma delas.

Por isso, fomos conhecer o novo estádio da cidade, o Estádio Municipal “Alfredo Chiavegato“.

fim de semana boleiro 001

O Estádio Municipal “Alfredo Chiavegato” foi construído no maior bairro da cidade, e a idéia é que seja o principal estádio da cidade que também conta com um outro estádio chamado “Tancredo Neves“, o Azulão:

Tancredo-Neves--Azula

A construção do estádio permite a futura construção de arquibancadas em toda a sua volta, incluindo a expansão das que já existem, e que comportam 15 mil pessoas.

fim de semana boleiro 006

Atualmente, oestádio abriga apenas o time feminino da Associação Desportiva Jaguariúna (www.adjaguariuna.com.br):

jaguariuna

A idéia é que futuramente o projeto envolva também uma equipe para representar o futebol masculino da cidade.

O Estádio foi inaugurado em outubro de 2008, conforme mostra a placa no Estádio.

fim de semana boleiro 005

Uma vista aérea do estádio, que eu achei na internet:

estadio_alfredo_chiavegato_2

Vendo o estádio por dentro:

fim de semana boleiro 003

Só depois de chegar em casa, me dei conta que não fiz nenhuma foto minha em frente o Estádio…  Fica para uma próxima vez…

fim de semana boleiro 002

54- Camisa da Seleção de Israel

final de semana 022

A 54a camisa de futebol do blog é novamente de uma seleção, a Seleção Israelense de Futebol, que representa Israel nas competições de futebol da FIFA.

logo_israel

A relação de Israel com o futebol mostra a força desse esporte. O Estado de Israel foi criado por um decreto da ONU em 1948, mas a Associação de Futebol Israelense funciona desde 1928.

israel

Um dos primeiros duelos entre brasileiros e israelenses se deu numa excursão do Cruzeiro a Israel, em 1953, onde foi feita a foto abaixo:

cruzeiro israel

Apesar de não ser um país europeu, atualmente, compete nas competições europeias.

A seleção israelense chegou a sagrar-se campeã continental asiática, em 1964. Encontrei um blog que oferece uma bela descrição da partida final, no Estádio Ramat-Gam lotado (35 mil israelenses estavam lá). Para ler, clique aqui  (o post está logo após o texto sobre a excursão do Santos de Pelé por lá).

Seguindo a história, após disputar as eliminatórias com seleções da Ásia e da Oceania, classificou-se pela primeira vez para uma Copa do Mundo, a do México, em 70.

Spiegler1969

Essa geração era encabeçada por Mordechai Spiegler, autor do único gol de Israel em Copas, contra a Suécia e que conseguiu jogar no Paris Saint Germain e depois no New York Cosmos, ao lado de Pelé.

124_mordechai_spiegler

Quando sua permanência nas disputas asiáticas tornou-se insustentável, Israel virou nômade.

Assim, no início dos anos 80, disputou as eliminatórias européias, assim como fizera para as Copas de 54, 62 e 66. Terminou a competição na lanterna de seu grupo.

Para as Copas de 86 e 90, tentou a sorte na confederação da Oceania, e chegou a disputar o play-off contra o representante da América do Sul, a Colômbia de Valderrama, Higuita e cia, e após empatar por 0x0, no estádio Ramat Gan, perdeu de 1 a 0 em Bogotá.

E já que falamos de novo no estádio Ramat Gan, que tal uma olhada nele?

Ramat_Gan_Stadium

O Estádio fica no Distrito de Tel Aviv na cidade de Ramat Gan, e foi construído em 1951. É o maior estádio do país com capacidade de 41.583 lugares;

Voltando à seleção, em 92, Israel filiou-se à Uefa. o que colaborou com uma notável melhoria do nível da seleção, prova disso é que mesmo não tendo se classificado à Copa seguinte (94), eliminou a França da disputa com uma vitória em pleno Parc des Princes, por 3 a 2.

Mesmo não tendo se classificado para a Copa nas três últimas eliminatórias seguintes (1998, 2002 e 2006), Israel não perdeu nenhuma partida em casa.

selecaoisrael

É, já há alguns anos, a vaga para a Copa tem se aproximado, e dessa vez a chance era ainda maior, já que caiu em um grupo da eliminatória mais fraco (diferente dos anos anteriores).

Entretanto, faltando duas partidas para o fim das eliminatórias, Israel ocupa o 4o lugar do grupo. Veja informações atualizadas aqui.

De toda forma, o vídeo abaixo reforça as esperanças da torcida israelita na disputa da Copa de 2010:

Vale lembrar que o futebol não tem cor, partido nem religião. E por isso horas tem colaborado, e horas até atrapalhado na difícil relação política/religiosa que envolve Israel e os países árabes, em especial a Palestina.

Pra se ter uma idéia, foi desenvolvida uma campanha da Cellcom, tentando passar uma mensagem de quepessoas de qualquer religião, raça ou gênero podem se comunicar em qualquer situação, estimulando uma possível coexistência pacífica, veja:

Entretanto, manifestantes palestinos consideraram o vídeo um erro, por tentar esconder o que de fato eles vivem por lá, e então jogaram narede um vídeo resposta:

Como disse, é uma situação difícil, e o futebol está dos dois lados do muro que hoje separa o território israelense dos demais territórios árabes. É uma longa, sangrenta e triste história, que o mundo faz de conta nem existir.

Maiores informações no site: http://eng.football.org.il ou se você quiser treinar seu hebraico:  http://football.org.il .

Pra finalizar, vamos às arquibancadas israelitas:

Vejam esse blog!

mockup

Pessoal, esse é o www.mockups.zip.net , blog que apresenta mockups de camisas de futebol feitos pelo Raphel de Simoni.

São camisas próprias que ele criou para cada time tentando diferenciá-las das usadas normalmente nos jogos.

O cara criou provisóriamente uma marca fictícia chamada “Dribble” que tem até logo.

Tem também uma seção chamada “Patrocínios dos Sonhos” que mostra como determinados patrocinadores se encaixam muito bem em determinadas camisas, deixando-as bem legais.

O blog é atualizado diariamente com um mockup, e se alguém quiser algum em especial é só deixar o pedido lá mesmo no http://www.mockups.zip.net.

Destaque para o modelo que ele criou pro meu Santo André:

SantoAndre1

Parabéns pelo blog!!

Dica de filme

Desde que voltei da Europa, começei a procurar pela internet filme sobre futebol que eu ainda não tenho.

salir pitando

“Salir Pitando” é um deles.

No Brasil, saiu com o nome “Apito final”, e conta a história de um árbitro que volta a apitar após ter passado vários meses em depressão.

E sua volta é logo no jogo onde se vai decidir o campeão da Liga.

Segundo o cara que descreve os filmes da sessão da tarde, na Globo, vai dar “muita confusão” ao soar o apito inicial.

Dê uma olhada no trailler:

Abraços

53- Camisa do S.E.R. Juventude (MT)

srjuventude

A 53a camisa de futebol do nosso blog vem de longe. Trazida do Mato Grosso pelo amigo, punk, anarquista, antropólogo, editor do http://punkcanibal.zip.net e perna de pau “Guilhermão” (na foto abaixo, o da direita).

guilhermao loco

O time dono da camisa defende as cores de Primavera do Leste, no estado de Mato Grosso, cidade fundada por Bandeirantes, que procuravam riquezas minerais.

brasao Primavera_do_Leste_MT

primavera2

primavera

O time é a Sociedade Esportiva e Recreativa Juventude, retratada abaixo por seu brasão, criado por Eloi Bauer Melo.

Rjuventude

O time do Juventude foi fundado em 23 de maio de 1982, por meio de 15 pessoas que se reuniram no hotel e churrascaria “Trevão”, em Primavera do Leste, e nasceu oficialmente para participar do campeonato amador de Poxoréo, cidade próxima de Primavera do Leste. Até então, só disputava jogos e torneios em fazendas cruzando as redondezas do jeito que dava, muitas vezes em cima de caminhões.

Pelo fato de Primavera do Leste ter sido elevada à município apenas em 1986, e pela população reduzida, os 11 jogadores do Juventude foram por muito tempo constituídos de índios da aldeia xavante. Aliás, já escrevi sobre o livro que conta um pouco sobre a ligação dosXavantes com o futebol, leia aqui.

E quem acha que o time nunca ganhou nada, saiba que em 1990, o time conquistou o Campeonato Estadual da 2a divisão, que permitiu que o Juventude disputasse  a partir do ano seguinte a primeira divisão.

Em 1992 a equipe estreiou na Copa do Brasil, sendo eliminada pelo Criciúma, após perder de 3 X 1 no Heriberto Hülse  e por 0 X 5, no Asa Delta.

Em 2000, o clube conseguiu levantar a taça da 1a divisão do Campeonato Mato-Grossense. Se não bastasse o feito, no ano seguinte (2001) o Juventude sagrou-se bicampeão estadual.

Pra complementar o ótimo ano, o time ainda fez uma participação heróica na Copa do Brasil. Começou passando pelo Malutron (que possuía uma forte equipe na época), com uma vitória em casa, no Asas Delta, por 4×0 e uma derrota em Curitiba por 1×0.

Depois chegou a vez do Fluminense, e para a surpresa de todos, venceu em casa por 4×1 (dessa vez, jogando no José Fragelli). Infelizmente, no jogo de volta, em pleno Maracanã, o Juventude perdeu por 3×0, sendo desclassificado.

Em 2002, o Juventude manteve a base da equipe bicampeã, com destaque para os ídolos da torcida, o zagueiro Baggio, o meia Washington, além do meia-atacante Fernando Vila Nova e do artilheiro Moreno.

Novamente participou da Copa do Brasil, e apesar de vencer o Atlético Mineiro, no Mato Grosso por 2×1, foi eliminado da competição por levar 2 X 0 em Belo Horizonte.

Em 2003, o técnico era Eder Taques, e o time base: Ronaldo; Odair, Charles, Rocha e Renatinho; Marcelo Francis (Jonas), Chulapa, Elias e Abílio; Jair e Rinaldo.

Em 2005, o Juventude chegou a anunciar seu licenciamento, mas acabou voltando atrás.

timedojuventude

Mas infelizmente em 2008 o time se licenciou e deu espaço a um novo time na cidade, chamado “Primavera”.

O Estádio do Juventude é o Asa Delta, o “Cerradão”, com capacidade para 5 mil pessoas.

interbairros

jogo

O Juventude não tem site. Maiores informações podem ser obtidas… Hmmm, acho que não tem como obter maiores informações. O site da Federação Matogrossensse de Futebol é: www.fmfmt.com.br

É o time mais misterioso que já apareceu aqui pelo blog, se você tiver alguma informação e puder me enviar, eu complemento o post.

Abraços!