Darío Dubois – Black Metal & Futebol

dario-en-micland

Darío foi um jogador que poderia ser visto pela grande mídia como apenas mais um número nas estatísticas, sem nunca ter chegado a um clube ou conquista de grande expressão.

Foi zagueiro de equpes como Yupanqui, Lugano, Ferro Carril Midland, Deportivo Laferrere, Deportivo Riestra, Cañuelas, Deportivo Paraguayo e Victoriano Arenas, entre outros.

Mas Darío foi muito mais que isso.

Seus atos o transformaram em uma daquelas lendas do futebol, cada vez mais raras nos tempos atuais.

Diferente da maiora dos boleiros, Darío era o mais “metaleiro” dos jogadores argentinos.

dario-en-micland2

Até ser proibido pela Federação Argentina, frequentemente, jogava com a cara pintada, conforme a foto acima para demonstrar sua devoção e fanatismo ao black metal.

Sua prova de amor ao metal também era mostrada por meio de sua banda “Tributo Rock“, formada por outros jogadores de equipes do acesso. 

O adeus ao futebol profissional se deu precocemente, aos 34 anos, quando sofreu uma ruptura nos ligamentos cruzados, e não teve condições financeiras de realizar uma cirurgia reparativa.

Além de um gosto musical diferente, o jogador também demonstrava uma atitude diferenciada.

Por isso, mesmo após abandonar os campos, e até hoje, uma série de “causos” são contados sobre o jogador, conhecido por jogar muito mais por amor ao futebol do que pelo dinheiro.

Contam, por exemplo, que quando atuou pelo Lugano chegou a cobrir o nome do patrocinador do uniforme, devido aos calotes que a empresa dava ao clube. O detalhe é que ele pretendia fazer isso com fita adesiva, mas no dia do jogo (contra o Acassuso) esqueceu a fita e acabou passando lama sob a marca, tornando a “invisível”.

Também ficou muito conhecido quando denunciou um político, dirigente do Juventud Unida, que segundo ele, em busca de maior popularidade, tentou suborná-lo.

”Era una rata inmunda” – Darío sobre o tal dirigente.  

Por essas e outras, o jogador gerava um certo medo em dirigentes e treinadores, acostumados a mandar e reinar sob os jogadores de equipes menores.

Por outro lado, conquistou o coração de torcedores, que independente do time também amam o futebol acima de tudo.

Assim, ainda hoje ele é visto por vários torcedores como símbolo do futebol de acesso.

Um inadaptado ao futebol moderno que reina hoje em dia.

“Un payaso que se pinta la cara, pero que se mata por la camiseta” – Dário Dubois  

duboisdario

Em uma de suas últimas aparições na mídia, Darío se mostrava esperançoso de voltar de conseguir realizar a operação e assim retornar ao futebol.

Entretanto, ele não viveu para realizar esse sonho…  

Faleceu em 17 de março de 2008, com 37 anos, vítima de um assalto.

Passou dez dias internado lutando pela vida, mas não resistiu as hemorragias internas em decorrência de dois tiros sofridos.

O ex-zagueiro jogou ao todo 146 partidas e marcou 13 gols.

Outros blogs comentando sobre o jogador:

www.fotolog.com.ar/dionisos_69/photos/445218/

www.enunabaldosa.com/?p=259 

São José 2×1 Guarani

Uma das vantagens de se escrever esse blog é a ajuda que ele dá para conhecer novos amigos também apaixonados por futebol.

Recentemente escrevi sobre o Estádio do São José e desde então venho trocando emails com o Rafael, torcedor do São José.

Quando vi que no fim de semana jogariam São José x Guarani pedi pra ele fazer umas fotos e comentar um pouco sobre a partida, e foi o que ele fez.

Segundo ele, foi um jogaço, realmente muito bom!

O público oficial foi de mais de 5mil pagantes, mas ele teve a impressão que foi muito mais que isso (vale lembrar que o São José tem sua renha penhorada para pagar dívidas…).

As fotos ficaram bem legais! Quem quiser enviar fotos dos jogos do time da sua cidade, fique a vontade! Placar final: São José 2×1 Guarani. O São José subiu para a sexta posição, e o Guarani fica em oitavo.

A série A2 desse ano vai pegar fogo. O Rafael fez a parte dele. E você? Vai trocar um jogo do seu time pra ir no Shopping?

Apoie o time da sua cidade!!!

(Antes que um empresário guloso o faça)

Published in: on 3 de fevereiro de 2010 at 5:32 PM  Comments (1)  
Tags:

Balanço de 2009 – Parte 1

Agora que o ano futebolístico terminou para os times brasileiros, que tal um balanço geral de quem subiu e quem desceu em cada uma das séries desse país?

Série D

2009, foi o primeiro ano da série D e eu achei muito legal (até começei a sonhar com uma série E).

A série D por ser a última divisão não tem rebaixados, mas subiu os seguintes times para a série C:

São Raimundo (PA) – Campeão

Macaé (RJ)

Chapecoense (SC)

Alecrim (RN)

Muitos criticaram a criação da série D, porque segundo eles trata-se de mais um campeonato para encher os cofres da CBF.

Pra quem torce pra times da série A, B e C essa é uma crítica fácil de ser feita.

Eu achei que o campeonato pegou, foi emocionante, só teve um problema… A fórmula maluca que fez uma “quintas de final” com 10 times, classificando 8 times para as quartas de final. 

Além disso, a convencional supremacia sul/sudeste se equiparou a força dos times do Norte/Nordeste. Destaque para o Santa Cruz, que mesmo não garantindo o acesso, teve média de 38 mil torcedores por jogo.

Veja maiores informações na wikipedia.  

Série C

Com a criação da série D, a série C ganhou status (afinal não é mais a “última divisão”), e teve um campeonato bem competitivo. 

Times tradicionais como Criciúma, Paysandu, Gama, Brasil de Pelotas e Criciúma ficaram de fora do acesso, que foi garantido por:

América (MG)  – Campeão   

ASA de Arapiraca (AL)

Guaratinguetá (SP)

Icasa (CE)

Além disso, 4 times bem fortes caíram para a série D de 2010: Sampaio Corrêa (MA), Mixto (MT), Confiança (SE) e Marcílio Dias (SC).

Vale destacar que a Série C teve Quartas, Semi e Final. Maiores informações, veja a wikipedia

Série B

De alguns anos para cá, a série B se tornou um campeonato bem valioso, com direito a transmissão de jogo pela RedeTV para todo o país e muita atenção, claro, graças a presença de times até então “estranhos” à competição.

Esse ano, o destaque foi para o Vasco, que teve que ralar pra voltar à série A e ser campeão. A briga pelo acesso foi até a penúltima rodada, deixando a Lusa na 5a posição e mais uma vez fora da elite do futebol nacional.

Os rebaixados foram Juventude, Fortaleza, Campinense e ABC.

O acesso ficou para:

Vasco da Gama (RJ)   – Campeão   

Guarani (SP)

Ceará (CE)

Atlético Goianiense (GO)

Mais informações sobre o campeonato, veja o excelente artigo da wikipedia!

Série A

 

A série A de 2009 ficará marcada como o mais disputado campeonato da era pontos corridos.

Chegou-se a ironizar dizendo que ninguém queria sair campeão. O título passou pelas mãos do Palmeiras, do São Paulo, Cruzeiro, Internacional e até Atlético Mineiro, mas caiu no colo do Flamengo.

Outro destaque foi a reação do Fluminense que após ser lanterna por várias rodadas, conseguiu escapar do rebaixamento na penúltima rodada.

Para minha infelicidade… (suspiro) o Santo André voltou à segundona, junto de Sport (PE), Náutico (PE) e Coritiba (PR).

Classificaram-se para a Libertadores 2010:

Flamengo (RJ) – Campeão

Internacional (RS)

São Paulo (SP)

Cruzeiro (MG) 

Copa do Brasil

 

A Copa do Brasil 2009 ficou com o Cortinhians que assim garantiu também vaga para a Libertadores de América 2010, no ano de centenário do clube.

Jogada no seu tradicionalíssimo mata-mata, o destaque da comeptição ficou para o time do Icasa que chegou até as quartas de final, quando foi eliminado pelo Vasco.

Maiores informações no site da wikipedia.

Copa Libertadores de América

E o sonho de consumo de todo time Latino não ficou com os brasileiros.

Esse ano a libertadores teve un campeón, o Estudiantes, time de Verón (se ligou na rima, parceiro?? hehe).

O Cruzeiro tinha tudo para conquistá-la, mas perdeu a final em pleno mineirão lotado.

Copa Sulamericana e Recopa

E não é que nem a Sulamericana, tão desprezada pelos times tupiniquins, veio para o Brasil?  

A Copa 2009 ficou com a LDU, que venceu o Fluminense na Final.

O time conquistou também a Recopa, em cima do Internacional.

Mais informações sobre a Sulamericana, nesse link da wikipedia.

E neste link para ver mais sobre a Recopa.

Incrivelmente a LDU sequer disputa a Libertadores em 2010…

Decisão da Copa Paulista 2009 – Votoraty Campeão!!

Se para algumas pessoas, domingo de manhã é hora de se recuperar do rolê de sábado a noite, para quem gosta de futebol, esse domigo não teve moleza! Eu e a Mari saímos de Cosmópolis às 8 horas para ir ao Estádio Domenico Paolo Mettidieri, na cidade de Votorantim, para acompanhar a final da Copa Paulista.

Para quem não se programou, logo de cara uma má notícia…

Como eu já esperava por isso, pedi pro meu pai (que estava em Votorantim desde 6a feira) comprar os ingressos, e assim fomos tranquilo.

Na entrada pude ver que realmente os prometidos mais de 4 mil torcedores realmente compareceram.

Também… Esse seria um jogo histórico para a cidade, independente de quem vencesse. E eu e a Mari fizemos questão de eternizar nossa presença ali.

E eu fui além e ainda saí numa foto com o Tigre, mascote do Votoraty!

Dentro do estádio não haviam muitos lugares, as cadeiras cobertas completamente tomadas, e os demais poucos lugares eram debaixo de um sol de 40graus…

Mas nada desanimou a torcida local, que preencheu cada lugar das arquibancadas!

Ainda teve quem ganhasse um boné de um parceiro/patrocinador (não sei ao certo), para encarar o sol ardido que queimava sem perdoar.

Mas, no geral, a solução foi enfrentar o calor com o coração. Assistir o jogo inteiro de pé, cantando e pulando, sem parar, como fizeram os torcedores da “Grená Manguaça“:

Além deles, o pessoal do “Guerreiros do Tigre” e da “Geração Votoraty” animou o jogo todo! 

A festa inclui fumaça colorida…

E até balões que literalmente levaram o nome do time pra cima!

Não que do outro lado, a torcida do Paulista não fizesse barulho e festa, mesmo com apenas 500 torcedores.

Lá estavam torcedores anônimos e as organizadas que acompanham o clube de Jundiaí.

Mas a cidade de Votorantim queria esse título de qualquer jeito, e a torcida local pressionou muito, pulando na arquibancada:

Ou colado no alambrado…

E o Tigre por lá, levantando quem ousasse sentar um minuto!

Com tamanha pressão, o time do Votoraty não bobeou, e de penalty, fez 1×0, veja o momento do gol:

Com o estádio em festa, o Votoraty arrumou um jeito de marcar mais 2 gols ainda no primeiro tempo. E com 3×0, a taça, embora ainda bem protegida pelos seguranças da FPF já parecia ter dono…

E verdade seja dita, o estádio estava lindo nesse domingo, merecendo ficar com a taça…

Pra onde quer que olhasse havia uma faixa, uma bandeira, um torcedor gritando…

O atleta símbolo do “Sport Club Savóia” observava orgulhoso os atuais filhos da cidade repetirem os feitos heróicos que há quase um século aconteceram pela região (isso fica prum próximo post).

O segundo tempo trouxe mais 3 gols, dois do Votoraty e um do Paulista, ou seja… Parabéns torcedores do Votoraty, vcs são campeões… Mais que isso, ano que vem teremos Copa do Brasil passando por Votorantim. Solte o grito…

Abraços e parabéns a atletas, torcedores e dirigentes!

Bate aí…

E aê? Nessa hora você batia o escanteio ou saia fora?

Dica do amigo Mandioca!

Os acessos na série B do Paulista

Nesse fim de semana, o futebol de São Paulo conheceu os 4 times que subiram para a série A3 do Campeonato Paulista de 2010.

São eles: Red Bull, Taubaté, Atlético Araçatuba e Lemense (com o folclórico “Ferreira” conquistando mais um acesso).

Eu e a Mari fomos a Paulínia acompanhar o jogo mais importante da história do time da cidade, contra o não menos importante Atlético Araçatuba! E sabíamos que o jogo teria casa cheia!

niver 163

Desta vez, tivemos a companhia do Mathias, primo da Mari, que mora em Cosmópolis, cidade vizinha de Paulínia.

niver 164

A arquibancada estava quase completa, bem mais cheia que da outra vez que estivemos no Estádio Luis Perissinoto (veja aqui como foi)

niver 165

Dessa vez encontramos até uma Torcida Organizada para o time, a TUP (Torcida Uniformizada do Paulínia).

niver 167

A TUP além de camisetas próprias, estava com balões e cantando o tempo todo para apoiar o time, que só precisava de uma vitória simples para subir de divisão.

niver 168

Cornetas e chapéus “boleiros” também marcaram presença na nublada, mas quente manhã da cidade de Paulínia.

niver 169

Famílias e crianças também estão nas arquibancadas do time, bem diferente do padrão exclusivamente masculino tão comum pelos estádios hoje em dia.

niver 172

O gramado em boas condições, a torcida presente, uma temperatura agradável. O placo estava marcado para a conquista do acesso.

niver 173

Ah, e claro, eu e a Mari estávamos lá pra presentear essa partida histórica!

niver 174

Eu, a Mari e muitas pessoas…

niver 175

O melhor do Estádio Luis Perissinoto, na minha opinião é a pastelaria que funciona embaixo da arquibancada. A dica é comprar na hora do jogo para evitar as filas e o calor na hora do intervalo.

niver 176

Como somos vegetarianos, nossa opção é o de queijo, frito ali mesmo, na hora…

niver 177

Fim de primeiro tempo. 0x0 no placar.

aniver 171

Com a bola parada entra em campo “Dino Paulino”, o mascote do Paulínia, que fica defendendo penaltys da molecada no intervalo, enquanto os marmanjos ficam arriscando chutes a gol do meio de campo.

niver 191

Aproveitei pra ir até o outro lado do campo e tirar uma foto da bela arquibancada repleta de torcedores do Paulínia!

niver 196

Uma não, duas fotos!

niver 199

Começa o 2o tempo, e lá vamos nós pros nossos lugares esperar 45 minutos para saber quem disputará a A3 de 2010.

niver 204

O Paulínia sabe que precisa vencer e manda o time pro ataque!

niver 208

O time perdeu umas 3 chances claras de gol. O goleiro do Atlético Araçatuba catou muito!

niver 221

Mas, o futebol é assim. Quando o Paulínia parecia dominar o jogo, o time sofreu um contra ataque mortífero que só foi parado com um penalty. Veja a cobrança:

Com 1×0 no placar, a ordem do time do Araçatuba era segurar o jogo. Nem a família de Quero-quero que estava por ali incomodava o lateral do time do Atlético.

niver 211

E com a obrigação de marcar 2 gols para se classificar, o Paulínia fez o que a maioria dos times brasileiros fazem. Faltas, escanteios, saídas de bola… Tudo era transformado em chutões na área, na esperança de um cabeçeio.

niver 214

E dá lhe escanteios…

niver 223

Mas não teve jeito para os donos da casa. O Atlético Araçatuba foi quem festejou no final.

niver 231

O torcedor do Paulínia teve que assistir a festa do time adversário, que emboria não tenha criado muitas situações de gol, soube se portar corretamente, esperando o momento certo do contra ataque.

niver 232

Os jogadores do Paulínia saíram bem chateados.

niver 235

Mas triste mesmo estavam os torcedores do Paulínia, que pareciam não acreditar no que havia acontecido. Espero que isso não manche a bonita história de amor que começa a surgir entre o time e a população da cidade.

niver 239

O time do Araçatuba merece os parabéns pelo placar e pelo acesso, assim como as outras 3 equipes que disputarão a A3 do ano que vem, Taubaté, Red Bull e Lemense.

niver 241

Teve até oração após o apito final. (esse blog não recomenda nenhuma religião. Seja você mesmo e não atrapalhe a vida de ninguém que você já está sendo uma ótima pessoa).  

niver 243

Ao Paulínia, seus dirigentes e torcedores, fica também o nosso parabéns. Temos acompanhado há algum tempo o trabalho diferenciado que vem sendo feito com o time, e sabemos o quanto é duro chegar até a última fase dessa competição e perder o acesso nos últimos 10 minutos.

É assim que nascem os times valentes e brigadores. Temos certeza queo Paulínia virá ainda mais forte em 2010, como já fizeram as equipes que “bateram na trave” em outras edições da série B (o próprio Red Bull que só subiu esse ano).

A série B do Campeonato Paulista é um dos campeonatos mais difíceis e charmosos do país. Parabéns aos  mais de 40 times que a disputaram em 2009!

São Bernardo vence Votoraty

Conforme prometido, eu e a Mari finalmente fomos assistir um jogo do São  Bernardo, o Tigrão do ABC, lá no Baetão, pela Copa Paulista.

Confesso que chegamos atrasados, porque foi um dia bem punk.

Pela manhã fomos assistir ao filme da Coco Chanel, depois passamos na livraria da Vila, onde comprei o novo livro do Lourenço Mutarelli, e quando pensei que estava voltando pro ABC, não pude recusar um encontro com os Banditos Cósmicos Fer, Hélião e Zenun, lá na lanchonete da Cidade, no cruzamento da Alameda Tietê com a Augusta. Mas enfim… Fomos.

jogo do sbc fc 004

De tão atrasados que estávamos, o cara quase não deixou a gente entrar, mesmo tendo pago R$ 5 cada ingresso.

Logo de cara, vi a garotada do Projeto Tigrinho, que tem comparecido em bom número nos jogos do São Bernardo.

jogo do sbc fc 007

Na minha opinião, a salvação dos times do ABC está no incentivo a esses meninos e meninas que hoje são ainda crianças, e que não tem necessariamente um time  definido, dando espaço para essa paixão pelo time da cidade.

jogo do sbc fc 008

Ao entrar no Baetão, confesso que nos surpreendemos com o público presente. Tinha bastante gente tanto na arquibancada, quanto na numerada.

jogo do sbc fc 010

Mesmo sendo um jogo mata-mata pela sequência da Copa, o ingresso custava R$5, e a gente sabe que hoje em dia não tá fácil…

jogo do sbc fc 011

Como eu disse, muitas crianças estavam nas bancadas acompanhando o disputado jogo do São Bernardo contra o forte Votoraty.

jogo do sbc fc 012

jogo do sbc fc 013

jogo do sbc fc 014

Aliás, não é que o pessoal Grená, pegou a estrada e veio lá de Votoraty até o ABC para acompanhar o time da cidade?

jogo do sbc fc 015

Jovens, tiozões… os caras compareceram e foram muito bem recebidos pela torcida local, diga se de passagem.

jogo do sbc fc 018

jogo do sbc fc 016

Como eu já disse em outro post, o Baetão pode ter seus defeitos, mas ainda é um daqueles estádios que vc assiste o jogo bem perto do campo.

jogo do sbc fc 017

Do outro lado, a galera da Guerreiros e da Chopp, faziam a festa! O Gui, do Expulsos de Campo também estava lá filmando a rapaziada e fez o vídeo muito legal, veja aê:

A faixa azul ali do lado direito é do pessoal do São Bento que veio acompanhar o jogo, e tem amizade com as torcidas dos dois times (São Bernardo e Votoraty):

jogo do sbc fc 019

O pessoal da Berno Choop também tava lá com suas faixas, cervejas e cantos…

jogo do sbc fc 020

E claro, 0 pessoal da Guerreiros!:

jogo do sbc fc 021

Sem esquecer os torcedores autonomos, que também compareceram!

jogo do sbc fc 023

jogo do sbc fc 025

jogo do sbc fc 026

O placar final foi magro, mas suficiente para colocar o Tigrão em vantagem, dependendo de um empate lá em Votorantim para passar de fase.

jogo do sbc fc 024

Depois do jogo ainda fomos pra um som punk, do 88não, Menstruação Anárquica, DZK e Cólera, lá em São Caetano, onde trombamos vários amigos do rolê e das pistas.

mau e mari

E como dito, estou atrás da minha camisa do São Bernardo para publicar a história do time aqui.

Parabéns pela vitória e pela festa!

Leia outros textos em http://www.asmilcamisas.wordpress.com

Abraços

MAU! e MARI!

Novo rolê boleiro…

Pois é… Não é que eu topei a aventura e daqui há algumas horas estou partindo pra uma viagem pela Europa?

Além de morrer de medo de avião, fazer uma viagem dessa também assustou meu bolso, mas… só vou pensar nisso na volta.

Pelo  nosso roteiro, saímos daqui e fazemos uma parada em Madrid, mas sequer saio do aeroporto…

madrid08

De lá seguimos para Amsterdã, a terra do Ajax, onde ficaremos 2 noites.

arena

Depois faremos Londres, Paris, e Nordkirchen (Alemanha).

Espero ter um tempinho para postar ao menos uma vez de cada cidade por onde eu passar. Se não rolar, depois eu escrevo com mais calma.

Enfim… desejem-me boa sorte, torçam aí pra tudo dar certo, e pra eu vencer esse medo…

E vamos ver a cara desse futebol europeu…

Nota de luto

sdp_barretos

Faleceu as 17 horas, desta quinta-feira, Mário Carvalho Júnior, presidente do Barretos, que atualmente disputa o Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

O dirigente tinha 55 anos e faleceu devido a um câncer no pulmão.

Os sentimentos do blog a quem batalhou tanto por um sonho…

Published in: on 26 de junho de 2009 at 1:30 AM  Deixe um comentário  
Tags: ,

Exposição de Camisas e outros ítens no Museu do Futebol (SP)

MAIO 006Putz, que vacilo… Tinha escrito esse post há um mês e esqueci de publicá-lo…. Espero que ainda esteja atual…

Pra quem assim como eu curte camisas de futebol, vale a pena visitar (ou revisitar) o Museu do Futebol de São Paulo.

É que tem uma nova mostra itinerante (naquele local onde antes estava a mostra do Pelé), e ela traz a público “objetos colecionáveis” relacionados ao futebol.

São flâmulas, times de futebol de botão e camisas.

O meu destaque fica por conta dessa, da década de 90, do Santo André, que nem é tão antiga, mas ninguém mais tem (nem eu….). Aliás, se você tiver essa camisa e quiser me doar….

O surgimento dos “Trapos” andreenses

MAIO 033

Opa… Algo de novo nas arquibancadas andreenses…

Após ver tantos jogos em terras hermanas, “El Pibe Gui”, editor do polêmico “Expulsos de Campo!” me convidou no sábado passado a ajudar a confeccionar seu trapo para o jogo contra o Flamengo.

Na foto, El Pibe e Mari “La loca” (mi novia) estendem o trapo….

Pode não parecer, mas o pano era um lençol velho, recortado e a frase, uma citação da banda Attaque 77, que retratou bem o sentimento do hincha Gui pelo Santo André.

Mesmo perdendo, não se arrepende deste amor…

Published in: on 30 de maio de 2009 at 5:23 PM  Comments (10)  
Tags: , ,

São Marcos

O texto abaixo é de autoria do amigo Fernando Piccinini (autor do livro Boas Palavras, entre outros predicados) agora pela manhã, ainda sob o efeito da classificação do Palmeiras na noite de ontem.

Com exceção da torcida do Sport, mesmo aqueles que torcem para outros times (como é o meu caso) devem ter se emocionado com a atuação do goleiro ontem. Boa leitura:

090512marcos583x220

PEGOUUUUUUUUU!!!

 

Marcos Roberto Silveira Reis, para os mais crédulos (e desde  hoje até para os ateus) São Marcos é a grande entidade do não-gol.

Escrevo essa homenagem ostentando com orgulho o manto da camisa comemorativa dos 400 jogos pelo Palmeiras.

Seu único time, sua vida, nossa paixão.

Em 49 anos de coração verde nunca presenciei uma partida na qual o goleiro foi tão fundamental para o resultado final.

A cada minuto passado o gol diminuía para o Sport e Marcos se agigantava. O Leão (não o ótimo goleiro e péssima pessoa) do Recife até conseguiu colocar uma bola nas redes, mas foi pouco.

Serviu para preparar o banquete final, para que a comemoração fosse  parar nas devidas mãos. Nas santas mãos de quem ama o que faz e por isso faz melhor do que os outros.

Marcos, desculpem, São Marcos não é um ótimo profissional. É um apaixonado, um louco que se reinventa com a coragem de quem não teme. Nem treme. Aos 36 anos de coração verde é um menino desajuizado. Um senhor para o mundo normal do futebol.

Um velhinho saltitante para os seus doloridos e feridos músculos. Coleciono as fotos do meu ídolo nas páginas dos jornais esportivos e elas poderiam estar nas exposições de qualquer museu do planeta.

O olhar insano de quem acredita digno de um van Gogh, a força de uma escultura de Michelangelo e, ok , a face ferida de uma obra de Munch. Nessa fusão modernista e nada abstrata, um heroi.

Solitário sob as traves. Solidário em seu amor a um clube. Padroeiro de uma nação. Que venha o Papa e abençoe as traves do Parque Antárctica. Desde hoje, Estádio Marcos Roberto Silveira Reis.

Amém, Marcos. Deus proteja seus adversários.

Tão importante quanto o gol celebrado é o gol certo evitado.

(Fernando Piccinini)
Published in: on 13 de maio de 2009 at 4:16 PM  Comments (2)  
Tags: ,

Boa sorte Ramalhão!

Ontem eu e a Mari fomos ao treino do Santo André e fiquei muito contente em ver que temos um excelnte elenco pra 2009.

Há anos que sonhava com Rodrigo Fabri jogando pelo Ramalhão (ele nasceu em Santo André). Até que enfim meu sonho se realiza, e o cara tá no pique. Aproveitei pra tirarmos uma foto com ele.

santo 012

Boa sorte rapaziada do time! Minha parte eu fiz cantando o hino numa versão mais Rockeira, ouça aqui.

Published in: on 9 de maio de 2009 at 10:51 PM  Comments (1)  
Tags: , ,

A volta do Palestra

“Aos batateiros… a vitória!”

Ontem, eu, a Mari e o Renato fomos assitir a cerimônia da volta às atividades profissionais do Palestra de São Bernardo do Campo.

Num evento que reuniu boa parte da velha guarda do clube, membros da família Cassetari, e até a presença do ex jogador Coutinho (Santos), pudemos ouvir um pouco sobre a história do clube, ver algumas fotos históricas e enfim, testemunhar o ressurgimento da equipe Alvi Verde.

palestra-027

Agora, com a parceria do Santo André (que cedeu vários jogadores e o técnico Sandro Gaúcho), o Palestra promete voos mais altos, e já de cara brigar pelo acesso à série A3.

O evento teve uma razoável cobertura da imprensa, e contou com várias personalidades do esporte local como Muller, Ronan e Romualdo do Santo André, aliás o Muller foi um dos que apresentou a nova camisa, que tem, até em azul, homenageando o Ramalhão, que tal?

palestra-054

palestra-057

Também apareceram alguns ex atletas do próprio Palestra (abaixo o ex goleiro da década de 90), alguns torcedores (mais abaixo um dos membros da “Loucos”, organizada do time) e um bom número de políticos.

palestra-059

palestra-058

O mais interessante foi notar que existe uma clara vontade dos dois clubes em fortalecer o futebol na região.

Será que isso um dia potencializaria um novo super estádio único?

Nos divertimos, foi interessante, mas confesso que o melhor da noite foi o presente do Renato, uma camisa de mangas longas do Palestra.

Em breve posto aqui.

Adeus semi finais

Ai ai, deixem me compartilhar um pouco do último jogo do Santo André no Paulistão 2009, contra a Portuguesa. Sei que ainda disputaremos o tal “título do interior”, mas pra mim o Paulistão de verdade terminou ontem.

Antes do jogo, confesso que ainda tinha certeza que o Santo André seria um dos semi finalistas, prova disso foram as fantásticas faixas que preparamos, misturando Ramones e o Santo André.

abril-033

abril-034

Fomos de carro, afinal, o Canindé é bem perto de Santo André, e poderia ficar livre pra comemorar, seja lá onde quisesse.

abril-030

O jogo prometia um bom público, e cumpriu. A torcida da Lusa compareceu em bom número. O público total foi de 7054 torcedores.

abril-0481

Como precisávamos de um resultado dificil, apelei pra minha camisa mais rara, do Ramalhão (acho que de 1992, se não me engano) já caindo aos pedaços, e meu bandeirão cada vez mais costurado.

abril-040

A tarde começou a dar sinais de que não seria meu dia quando antes mesmo do jogo começar a polícia militar arrancou e amassou minhas fantásticas faixas (A outra dizia “Yo te sigo a toda parteee…”) alegando que era um perigo eu ficar com aquele material inflamável.  É, o papel. É inflamável, eu poderia queimar o Canindé, quando no máximo o que eu queria era inflamar nossa torcida..

Mesmo com toda a pressão da Lusa, no início do jogo, ainda estávamos confiantes. Isso durou até o time levar 2 gols. Caí em tristeza…

abril-059

A chuva vem avisar que o primeiro tempo acabou e lava nossas feridas, abertas ali… em praça pública.  E parece que ajuda a cicatrizar, porque o time volta para a segunda etapa bem mais ofensivo, e logo faz seu primeiro gol.

Alguns ainda acreditavam, mas o que parecia uma histórica virada ficou nisso mesmo, e a virada veio no jogo do Santos com a Ponte.

Valeu o passeio, valeu o bom campeonato que fizemos e valeu a Mari ter conhecido finalmente o Canindé, né ?

abril-041

Nova Camisa do Santo André

novo-uniforme

Na última semana, o Santo André lançou oficialmente seu novo uniforme para a sequência da temporada 2009, dando um pontapé na Finta, até então responsável pelo material.

Aliás, a Finta que ainda vai receber um post contando do problema que me arrumou durante os até então 74 dias de demora pra efetuar uma troca de uma camisa defeituosa. Assim que eu conseguir realizar a troca eu posto.

O novo manto foi desenvolvido pela italiana Lotto, que fica até o final do Paulista de 2010.

Na mesma cerimônia de apresentação, foi oficializado o novo patrocinador da equipe, a Netshoes, loja virtual de artigos esportivos, que acertou pelo mesmo período que a Lotto.

A nova camisa traz a logomarca da Netshoes no peito, deslocando a Auto Shopping Global e Samcil para os “glúteos”, mangas e costas. 

nova-camisa1

Segundo o volante Fernando o novo manto está aprovado. “Gostei muito desta camisa. Além de ser muito bonita, o tecido é leve e confortável. Espero que possamos vencer na estréia do novo uniforme”, declarou.

Para comprar, por R$ 129,90 basta clicar aqui (é o link direto pra compra no site da NetShoes).

Geraldo Blota

O jornalista e radialista Geraldo Blota morreu aos 83 anos em São Paulo. Funcionário da Jovem Pan nas décadas de 60 e 70, ele faleceu, nesta madrugada, vítima de câncer.

Geraldo Blota era o fiel escudeiro do então locutor Joseval Peixoto nas transmissões do futebol da Jovem Pan. Em novembro de 1969, GB foi o primeiro repórter a chegar perto do “Rei Pelé” no dia do milésimo gol, no Maracanã.

blota

Published in: on 16 de janeiro de 2009 at 4:47 PM  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

Friaça…

O “Mil Camisas” não poderia deixar de se emocionar junto dos demais amantes do futebol pela morte do ex-jogador Friaça (segunda-feira, 12/01/2009), em Itaperuna, RJ, aos 84 anos.

Cabeçeando para mais um gol vascaino
Cabeçeando para mais um gol vascaíno

Foi dele o gol brasileiro na final da Copa 50, contra o Uruguai. O jogo terminou 2 a 1 para os uruguaios. Jogou no Vasco, São Paulo, Ponte Preta e Guarani.

Aos poucos o Maracanazzo vai virando somente uma lenda.

Published in: on 13 de janeiro de 2009 at 8:47 PM  Comments (1)  
Tags: ,

Futebol e o genocídio na faixa de Gaza

Enquanto o sangue de centenas de inocentes segue a ser derramado, o mundo ocidental começa a se manifestar.

O mesmo futebol que por vezes se levantou contra o massacre dos nazistas impostos aos judeus e outros grupos, pede aos judeus que não façam o mesmo aos palestinos.

A primeira grande manifestação dentro do futebol “comercial” foi a do atacante Kanouté, do Sevilla, que após marcar um gol contra o La Coruna mostrou uma camisa em apoio à causa palestina.

Foi multado em 3mil euros, numa punição imposta pela Federação Espanhola de Futebol que proíbe que os jogadores exibam mensagens políticas ou religiosas.

Kanouté nasceu na França, mas é descendente de malineses. Jogou pela categoria de base da França, mas preferiu defender as cores de Mali na seleção principal. Nos clubes, começou no Lyon e teve passagens por West Ham e Tottenham e atualmente joga pelo Sevilla.

palestina

No Brasil a equipe de várzea Autonomos, está buscando um time de jovens palestinos residentes no Brasil para a realização de uma partida amistosa como forma de apoio e crítica ao genocídio. 

O blog do Autonomos é: http://autonomosfc.blogspot.com/

E por meio deste blog, expresso minha opinião: Chega de covardia e guerras que dizem defender o mundo do terrorismo mas que se mostram usando os mesmos métodos cruéis que atingem civis, sem distinguir crianças dos “terroristas profissionais”.

Published in: on 10 de janeiro de 2009 at 1:28 PM  Deixe um comentário  
Tags: , ,

Boleiros do Cerrado – índios xavantes e o futebol

Como não pude ir ao evento de lançamento, meu grande amigo Guilhermão, responsável pelo blog http://punkcanibal.zip.net e estudioso dos Xavantes, foi até lá e escreve o relato abaixo:

Foi lançado no dia 12 de dezembro de 2008, em São Paulo (livraria Martins Fontes), o livro “Boleiros do Cerrado – índios xavantes e o futebol“, de Fernando de Luiz Brito Vianna, o Fedola.

livro-indio

Um lançamento direto para o gol, fazendo sucesso não só entre os antropólogos como também para uma arquibancada de estudiosos da bola que vem crescendo no Brasil.

Fedola – que para mim é uma espécie de “irmão mais velho” (indub’rada, em língua xavante) na pesquisa de campo do povo Xavante – estava muito à vontade dando autógrafos para a torcida de amigos, boleiros profissionais, etnógrafos e família.

Entrar no mundo xavante através do futebol é o maior trunfo de seu trabalho, ainda mais porque os Xavante não escondem de si mesmos o fundamento lúdico de sua humanidade, como poderia dizer um antigo estudioso do jogo – Johan Huizinga.

Para os Xavante, não existe tanta diferença entre ritual, brincadeira e jogo – a palavra é uma só, dató. Algumas de suas instituições mais importantes envolvem a disputa jogada, como a relação entre os grupos de idade. Eles levam muito a sério suas brincadeiras e também sabem jogar duro, como pude sentir na pele ou, mais precisamente, no corpo. Não só no esporte como na dança, na caça, na vida… praticam um verdadeiro jogo de corpo.

E encará-los através do futebol também facilita o jogo para os leitores brasileiros, para quem essa arte importada pela nossa tão celebrada antropofagia se tornou um símbolo nacional. Um símbolo mitológico da brasilidade, tão fundamental para nossa idéia de “nação” quanto os “nossos índios” o são.

Talvez por isso mesmo este livro atraia tanta atenção, sendo um verdadeiro “jogo absorvente”.

Guilherme Falleiros
http://punkcanibal.zip.net

P.S.: Assim como o Mau, os Xavante adoram receber camisetas de presente. Sua camiseta do Juventude de Primavera do Leste, que eu trouxe diretamente do serrado xavante, está a espera do jogador que irá vesti-la!

Published in: on 24 de dezembro de 2008 at 12:20 PM  Comments (3)  
Tags: , ,