Santo André 1×1 Brasiliense

Terça feira. Frente fria chegou com força em São Paulo.

Mesmo assim, e após um dia extenuante de trabalho, não pensei duas vezes em aceitar a proposta da Mari e fomos ao Parque Antártica ver o Ramalhão!

E não fomos os únicos… Algumas centenas de andreenses também encararam o desafio de ir dormir por volta da 1 da manhã em troca de mais uma noite de apoio.

Logo de cara, o pessoal aproveitou que a convocação da seleção havia sido pela manhã e tirou um barato do Neymar, que ficou de fora da Copa.

Noite fria, horário chato, estádio distante…

Nada disso importa quando se quer alentar…

Faixas, trapos e as organziadas ali presentes…

Ovídeo e seu tradicionalíssimo pessoal também não poderiam ficar fora dessa…

A rapaziada da Esquadrão também apareceu (como tem feito bastante ultimamente…).

Entretanto no salgado preço das numeradas…

A Mari conseguiu enfim uma foto no Palestra…

Eu também aproveitei pra registrar…

O Gabriel (do www.fototorcida.com.br) estava por lá, junto do lendário João Vitor!

O jogo foi feio. Chato. O Santo André mesmo com um jogador a mais boa parte do jogo (e dois a mais a partir dos 38 do segundo tempo) consegui ceder o empate ao time do Brasiliense. Aliás, fica abaixo o registro da torcida deles, que compareceu ao jogo (como minha máquina é uma droga, usei afoto do Gabriel, não contem pra ele):

Mas futebol éassim, se não vale pelo jogo, ou pelo resultado, vale pela companhia!

Mesmo que seja a companhia do simpático vendedor…

Mais uma vez a triste cena das bancadas vazias… Ultimamente não tenho dado sorte…

Ao menos alguns instantes de felicidade no momento do gol andreense…

O Santo André passa pelo famoso problema de não conseguir (e nem interessar, já que é um clube empresa) segurar suas estrelas. O time vem sendo desmanchado a cada jogo.

A nós torcedores, resta reclamar e torcer…

Anúncios