30- Camisa do Mogi Mirim

dsc05529

Bom, agora que relembrei o meu giro de natal, vou começar a postar as camisas que consegui nessa viagem.

A primeira, foi uma grande surpresa, presente inesperado do amigo, praticante e apaixonado por rugby, Gabriel, lá de São João da Boa Vista.

O site do Mogi Mirim Esporte Clube é www.mogimirim.com.br . O time é conhecido como “Sapão” devido às características da região, que possuia muitos brejos na época da fundação da cidade, e consequentemente tinha os sapos como animais recorrentes. 

sapao

O clube foi fundado em 1 de fevereiro de 1932, sendo o primeiro time de futebol da cidade, se profissionalizou em 1954 e só atingiu seu maior reconhecimento na década de 90, quando o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão,  montou o “Carrossel Caipira”.

O time contava com um meio campo de se respeitar com Valber, Rivaldo e Leto sendo as principais estrelas. Era um 3-5-2 que lembrava a Holanda na Copa de 1974, e o Mogi quase alcançou a final do torneio. Este grupo ainda seria campeão da Copa 90 anos da Federação Paulista de Futebol em 1992 e do Torneio Ricardo Teixeira em 1993.

mogi

Contudo, em 1994, a equipe perdeu suas estrelas para grandes clubes, deslizou e caiu para a segunda divisão, se reerguendo no ano seguinte com o título da segundona. Desde então, o Mogi fez campanhas intermediárias no Paulistão.

O Mogi Mirim possui um grande e bonito estádio, com um ótimo gramado, o Papa João Paulo II (já chamado de Wilson de Barros, entre outros nomes), com capacidade para 19 mil pessoas (outrora com capacidade para 30 mil)

mogimirim22

mogimirim5

O site da principal torcida é http://www.manchavermelha.com.br/, vale lembrar que suas duas maiores rivalidades são com o Guarani e União São João, quem quiser contato, o link pra comunidade do orkut deles é: www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=1126370 .

Nos dias atuais, dentro de campo, o Mogi Mirim tem como principal nome o meia Giovanni, que brilhou pelo Santos em 1995 e foi companheiro de Rivaldo nos tempos de Barcelona e Olympiakos.

E fora dele, é Rivaldo quem reapareceu, assumindo a presidência do Sapão, no início de outubro de 2008.

Por unanimidade, o craque foi eleito pelos conselheiros da equipe como o novo presidente, e ainda trouxe o ex-volante César Sampaio e o ex-zagueiro Cleber, com os quais atuou no Palmeiras, na década de 1990, para serem respectivamente consultor do time e gerente de futebol.

Veja a entrevista do “presidente”:

Por fim, vale lembrar um belo gol que o próprio Rivaldo marcou a frente do Mogi:

13- Argentina

A camisa 13 é bastante representativa. Nas últimas décadas, a seleção Argentina substituiu o Uruguai como ícone de uma enorme rivalidade com o futebol brasileiro.

Muito disso foi causado pela mídia burra e manipuladora que insiste em transformar grandes jogos em grandes brigas.

Mas acredito que cada vez mais isso está diminuindo, e a prova maior disso é o número de camisas da seleção e dos clubes argentinos que se pode ver nas ruas das cidades brasileiras.

As duas camisas acima são da Argentina, porém a de número 10 é uma camisa comemorativa ao título mundial de 1986 (aliás, ela foi presente do grande amigo Guga, talentoso redator, brilhante profissional de Marketing, além de basqueteiro falido e baterista esperançoso).

Campeões de 1986

Campeões de 1986

Eu confesso me identificar muito com o jeito do jogador argentino, que valoriza mais a identificação e dedicação do que a “firula” e a humilhação. Mas não sou inocente de não perceber que a seleção argentina também passa por um momento delicado e já conta até com uns jogadores que as vezes dão uma de “estrelinha”.

Como superar isso? Que tal chamar a maior lenda do futebol para dirigir a seleção? Para alguns parece piada, pra mim, parece mágica, é ótimo poder vê-lo dentro de campo em pleno século XXI.

6502064P WORLD CUP FINAL

Bom, só pra constar, na minha última ida à Buenos Aires e influenciado pelo meu curto mas esforçado tempo de treino de rugby, comprei a camisa do PUMAS (a eleção Argentina de Rugby), segue-a:

E pra terminar, como sou um profissional da publicidade acho que consigo através de uma pequena sequência de comerciais mostrar um pouco da diferença entre nossa cultura. Se para muitos soa estranho fazer propaganda de cerveja sem apelar pro clichê machista da mulher em biquíni, veja como se cria uma marca de cerveja!

Essa última, da Coca  Cola todos achavam ter sido feita pro Brasil…