31- Camisa do Náutico

dsc05548

O Clube Náutico Capibaribe é mais um dos tradicionais times fundados no início do século passado, mais precisamente, em 1901, em Recife, sendo o mais antigo time do Pernambuco. Tem suas cores tradicionais vermelho e branco, mas na verdade nasceu como azul e branco, como o meu Ramalhão (que por sua vez nasceu amarelo e verde…)

Na falta de uma eu tenho duas camisas do Náutico. Uma época eu fiquei meio empolgado por causa do Kuki, aquele jogador que fazia gols demais…

abril-014

É considerado o clube das colônias alemã e espanhola no Recife. Seu primeiro distintivo mostrava que o nome não era por acaso, os esportes náuticos eram uma força dentro do clube.

nautico

Com o futebol ganhando mais força, o distintivo teve uma nova versão (a atual): 

nautico1

É um dos times que domina o campeonato pernambucano, junto do Sport e do Santa Cruz.

Seu mascote é o Timbú!

timbu1

Seu Estádio é o Eládio de Barros Carvalho, mais conhecido como Estádio dos Aflitos, por localizar-se no bairro de mesmo nome (o Bairro leva esse nome por causa da Igreja N. Sra dos Aflitos). A capacidade é de 20 mil torcedores.

 aflitos1

Possui a rivalidade histórica com o Sport Club do Recife, com quem faz o Clássico dos Clássicos, terceiro clássico mais antigo do Brasil e com o Santa Cruz , com quem faz o Clássico das Emoções.

O site oficial do time é http://www.nautico-pe.com.br/

A torcida é realmente barulhenta e empolgante. Existem vários sites feito por eles, como o www.timbunet.com.br/ e o da organizada www.fanautico.com.br/ , entre outros.

Aliás, é impossível falar da torcida sem lembrar do grito de guerra deles. Como o Santo André já jogou várias vezes contra o Náutico, posso dizer que me familiarizei e sempre achei louco o grito: “N…. Á…. U…. T…. I… C….O….”

Além disso, vale citar a influência das Barras, não organizadas, que nasceram nos Aflitos com a Alma Alvirrubra, também conhecida por “Curva Sul”. Eles não cobram mensalidade, não tem diretoria, uniforme ou produtos oficiais. Assim sendo, qualquer torcedor é livre para confeccionar osa trapos. Confira a rapaziada:

Em 2006, o Náutico voltou à primeira divisão, tentando assim apagar a triste memória do ano anterior, quando protagnizou uma dos jogos mais fantásticos dos últimos anos, que chegou a virar filme. Falamos da “Batalha dos Aflitos”. Confira o que foi:

O Náutico segue na série A, com a força de sua torcida e a garra de seus jogadores! Boa sorte!

Anúncios