50- Camisa do Rio Branco

Quase um ano de blog e chego à camisa de futebol de número 50. O que me faz pensar que 5% da missão já foi cumprida.

Se tudo continuar assim, é meu triste dever informar que em meados de 2029 eu devo finalizar este blog.

Só nos resta torcer para até lá ainda existir o futebol a internet, o wordpress, eu e você…

Enquanto esse dia não chega, vamos à Camisa de Futebol de número 50, que é do Rio Branco de Americana.

Aliás, uma camisa antiga, e que chegou a ser usada por um atleta. Ela é de algodão, daqueles modelos antigos, não sei se dá para perceber na foto:

abril 165

Essa camisa foi presente do amigo Gabriel Uchida, editor do blog “Torcida” com várias fotos legais. A camisa foi do tio dele, chamado Henry, que jogou no clube no final dos anos 70. O tio teria começado jogando em MG, SP, RJ e Portugal. Em Minas, teria jogado no Atlético, no início dos anos 80, com Toninho Cerezo, Reinaldo, Palhinha, entre outros.

Por coincidência, ele é o segundo Gabriel que me dá uma camisa de presente, veja qual foi o primeiro aqui.

Mas falando do time, o Rio Branco Esporte Clube defende o futebol da cidade de Americana (interior de São Paulo) desde o dia 4 de Agosto de 1913, quando foi fundado por João Truzzi e sua trupe.

americana

O time nasceu com o nome de Sport Club Arromba (em referência às comemorações das vitórias), mas já em 1917 passou para Rio Branco Football Club (em homenagem ao Barão do Rio Branco), como se vê no uniforme abaixo:

goleiro rio branco

Em 1961, adotou o nome atual: Rio Branco Esporte Clube.

Já nos anos 20 o clube conquistou os títulos de campeão da Região e campeão da Zona Paulista, além do bicampeonato do Interior, que permitiu a disputa do título estadual com o Corinthians, resultando em dois vice-campeonatos.

historia_titulos

O final da década de 40 trouxe o desligamento do clube do profissionalismo, e só retornou em 1979, graças à fusão entre com o Americana Esporte Clube.

Distintivo do Americana (Antigo Vasquinho)

Distintivo do Americana (Antigo Vasquinho)

Desde então, o clube tem disputado os campeonatos profissionais, chegando à 1ª Divisão do Futebol Paulista em 1990, com o vice-campeonato da Divisão Intermediário.

Rio_Branco_-_time_do_acesso_-_1990

O início da década de 90 foi de muita alegria para o clube e sua torcida, sendo que em 1993 a equipe chegou a disputar o octogonal final do Paulistão, terminando em sexto lugar.

O Rio Branco revelou vários jogadores como Marcelinho Paraíba, Flávio Conceição, Mineiro, Macedo, Marcos Senna, Sandro Hiroshi, Souza, entre outros.

Depois de vários anos disputando a série A1 do Paulistão, em 2007 o Rio Branco caiu para a série A2 do Campeonato Paulista, conquistando o acesso novamente este ano (2009).

O mascote do Rio Branco é o Tigre por causa dos instintos deste animal.

tigre

A idéia do estádio do Rio Branco nasceu em 1920, quando foram emitidas ações para juntar verba para a construção do projeto. Entretanto somente mais de 50 anos depois, em 1971 é que surgiu o “Riobrancão”, que a partir de 81 passou a ser chamado “Décio Vitta”, em homenagem ao ex-presidente da diretoria do clube.

decio vita

O estádio possui capacidade de 15 mil pessoas. Algumas semanas atrás estive por lá para ver um jogo da Copa Estado de São Paulo e pude fazer umas fotos. Assim que eu as achar eu posto aqui no blog.

O maior rival do Rio Brancio é o União Barbarense, da cidade vizinha de Santa Bárbara d’Oeste.

Mas o Rio Branco também já duelou com times internacionais, em 1993 num amistoso contra o Fenerbahce, onde venceu por 2×0, em 1997 e num jogo treino contra a seleçao da China, onde fez 5×1.

O site do time é: www.riobranco.esp.br

Vamos curtir a arquibancada com os caras:

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.